Líder esloveno limpará sapatos de jogadores caso se classifiquem

O primeiro-ministro esloveno, Borut Pahor, se ofereceu a limpar os sapatos dos jogadores caso a seleção de futebol de seu país se classifique à Copa do Mundo após repescagem a ser disputada em novembro.

REUTERS

15 de outubro de 2009 | 16h13

"Temos uma segunda oportunidade e a usaremos (...) e irei limpar seus sapatos", disse Pahor em coletiva de imprensa nesta quinta-feira, um dia após a Eslovênia derrotar San Marino por 3 x 0 e terminar em segundo lugar no Grupo 3, atrás da Eslováquia, que se classificou de forma direta.

A Eslovênia, que se classificou para a Eurocopa 2000 e à Copa do Mundo de 2002, derrotou a Eslováquia por 2 x 0 no sábado, mas terminou a dois pontos dos líderes do grupo.

A equipe enfrentará no mês que vem França, Rússia, Portugal ou Grécia como última chance de chegar ao Mundial de 2010, na África do Sul.

(Reportagem de Marja Novak)

Tudo o que sabemos sobre:
FUTESLOVENIAPREMIE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.