Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Tiago Caldas/CNC
Tiago Caldas/CNC

Líder Náutico perde pênalti e fica no empate com a Ponte Preta nos Aflitos

Equipes ficaram no 1 a 1 em Recife. Resultado deixa o time campineiro provisoriamente fora da zona de rebaixamento, enquanto pernambucanos seguem na liderança

Redação, Estadão Conteúdo

12 de julho de 2021 | 22h20

Num jogo aberto e com pênalti desperdiçado no segundo tempo, Náutico e Ponte Preta empataram por 1 a 1, nesta noite no Estádio dos Aflitos, em Recife, na capital pernambucana, pela 11.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Jean Carlos perdeu pênalti para o time pernambucano na reta final do segundo tempo.

A igualdade mantém o Náutico na liderança isolada, agora com 25 pontos. Cinco pontos a mais que o vice-líder Coritiba, que ainda enfrentará o Vasco na terça-feira, na capital paranaense. Já a Ponte Preta deixou a zona de rebaixamento provisoriamente: 16.ª colocada com nove pontos.

O empate deixou o Náutico a uma partida de igualar a maior série invicta da era dos pontos corridos da Série B. Atualmente este recorde pertence ao Corinthians, que acumulou 12 jogos sem derrota na edição de 2008. Desde então ninguém conseguiu superar esta marca. O atual campeão pernambucano já não perde há 11 jogos.

Outro retrospecto que enaltece ainda mais a campanha do Náutico é que o time chegou ao 25.º jogo sem derrota como mandante. Curiosamente, a última derrota do time pernambucano em casa aconteceu justamente contra a Ponte Preta, por 2 a 0, em 12 de outubro de 2020. Naquele jogo, o técnico do Náutico era Gilson Kleina, atual técnico do time campineiro.

O primeiro tempo foi bastante movimentado e com chances dos dois lados. Logo aos dois minutos, Moisés, da Ponte, recebeu passe na área e foi derrubado, só que o juiz não marcou o pênalti. Depois, o Náutico respondeu aos sete minutos em lance de Paiva, que perdeu ótima chance na grande área.

Melhor em campo, o time paulista abriu o placar aos 18 minutos. André Luiz dominou na entrada da área e finalizou forte. O goleiro Jefferson defendeu, mas deu rebote e Moisés completou para as redes, marcando seu oitavo gol pela Ponte Preta na temporada.

No segundo tempo a partida seguiu aberta, só que desta vez o Náutico foi às redes. Logo aos quatro minutos, Jean Carlos cobrou escanteio pelo lado direito e o zagueiro Camutanga cabeceou para o gol, deixando tudo igual.

Com o empate no placar, Náutico e Ponte Preta foram ao ataque em busca da vitória. Foram inúmeras as chances criadas, mas a melhor foi a dos pernambucanos, após Fábio Sanches derrubar Vinícius dentro da área e o árbitro marcar pênalti. Aos 31, Jean Carlos cobrou com muita força e por cima do travessão.

O time pernambucano mostrou cansaço e escapou duas vezes de sofrer o gol, além de levar uma pressão do visitante. Mas nos acréscimos, o goleiro Ivan garantiu o empate para a Ponte Preta com duas boas defesas.

O Náutico volta a campo no domingo para enfrentar o Vasco, às 16 horas, em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ). A Ponte Preta, no sábado, receberá o Remo, às 18h30, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

FICHA TÉCNICA

NÁUTICO 1 X 1 PONTE PRETA

NÁUTICO - Jefferson; Bryan, Carlão, Camutanga e Breno (Rafinha); Rhaldney, Matheus Andrade (Giovanny) e Marciel (Guilherme Nunes); Jean Carlos, Paiva (Iago) e Vinícius. Técnico: Hélio dos Anjos.

PONTE PRETA - Ivan; Kevin, Fábio Sanches, Cleylton e Felipe Albuquerque; Dawhan (Vini Locatelli), André Luiz, Richard (Josiel), Camilo (Thalles) (Renatinho) e Moisés; Niltinho (Fessin). Técnico: Gilson Kleina.

GOLS - Moisés, aos 19 minutos do primeiro tempo. Camutanga, aos 4 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Jonathan Antero Silva (RO)

CARTÕES AMARELOS - Rafinha, Marciel e Jean Carlos (Náutico); Fábio Sanches, Dawhan, Vini Locatelli e Niltinho (Ponte Preta).

RENDA E PÚBLICO - Portões fechados.

LOCAL - Estádios dos Aflitos, em Recife (PE).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.