Líder, Santos vê futuro nebuloso

O Santos jogará a decisão do Campeonato Brasileiro no domingo, contra o Vasco, sem ter idéia de quem comandará a equipe na Libertadores e nas outras competições de 2005. O futuro santista, apesar do presente de bons resultados, é nebuloso. Não se sabe se Vanderlei Luxemburgo seguirá na Vila Belmiro como treinador ou se deixará o clube. Ninguém garante que seu principal jogador, Robinho, voltará a vestir a camisa alvinegra e não há torcedor ou dirigente que arrisque o nome do goleiro titular para a próxima temporada.As indefinições, embora não tirem a concentração dos atletas na última semana da competição, preocupam os torcedores, que sonham com a conquista da Libertadores - em 2003, a equipe foi vice-campeã e, neste ano, acabou eliminada pelo Once Caldas nas quartas-de-final. "Agora, só quero pensar no jogo de domingo", limita-se a dizer o presidente Marcelo Teixeira. A assessoria do clube informa que o dirigente vem evitando atender à imprensa.A principal questão é a permanência ou não de Luxemburgo. Na Vila, já é dada como praticamente certa sua saída. A proposta da MSI para dirigir o Corinthians teria mexido com sua cabeça. Por outro lado, caso se transfira para o Parque São Jorge, ficará fora da Libertadores, uma das poucas competições importantes que não conquistou, fator levado em conta pelo técnico quatro vezes campeão brasileiro. Seu sonho, na realidade, é dirigir um time europeu, mas, até agora, nenhuma oferta se concretizou. A boa campanha no Brasileiro, porém, ajuda a levantar ainda mais seu prestígio e, assim, empresários ligados ao treinador acreditam que, em breve, as portas do Velho Continente começarão a se abrir.Embora o presidente santista fuja do tema, a diretoria já contatou alguns profissionais para a eventual saída de Luxemburgo, cujo contrato vai até o dia 31. Muricy Ramalho, do Internacional, e Tite, atualmente no Corinthians, são os favoritos ao cargo.ROBINHO - Teixeira fará todos os esforços para manter Robinho no clube. Acredita que não pode abrir mão do atacante se quiser ganhar o torneio continental. Mas, a amigos, admite negociá-lo na metade de 2005 - o Real Madrid tem interesse na contratação. De qualquer maneira, o seqüestro da mãe, Marina de Souza, pode antecipar a transferência do jogador para a Europa. Esse por sinal, é o desejo de seu empresário, Wagner Ribeiro.Para o gol, Mauro, apesar de ter disputado boas partidas, não é considerado o atleta ideal. Por isso, a diretoria vem sondando alguns nomes, como o de Jean, do Guarani. "Entreguei minha proposta à diretoria e estou esperando uma resposta", contou Mauro. O zagueiro André Luiz pode deixar a Vila Belmiro, assim como Elano, que foi procurado pelo Atlético de Madrid. Ricardinho e Deivid devem seguir em Santos pelo menos até o meio do próximo ano e os laterais Paulo César e Léo, cujo vínculo está terminando, negociam a renovação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.