Liedson assume a condição de ídolo

Liedson chegou há menos de dois meses ao Parque São Jorge, mas já é um dos jogadores mais queridos do grupo. Nos últimos dias, resolveu incorporar o apelido de ?quero-quero? ? ave ágil que tem as pernas finas ? e foi um dos que mais promoveram o clássico contra o São Paulo, ao apostar cem cestas básicas com o atacante Luís Fabiano.Candidato a se tornar o próximo ídolo da torcida, o atacante acredita que o entrosamento com Gil possa fazer a diferença. Mas segue a cartilha do técnico Geninho ao avaliar as chances das duas equipes na decisão. ?Não tem favorito, os dois times se equivalem e têm chances de ganhar o campeonato. De minha parte, estou encarando este momento com naturalidade, vivo de bem com a vida. O ano está sendo bom.?Apesar da baixa estatura ? 1,73 m ?, Liedson já marcou seis gols de cabeça nesta temporada. Aos que se surpreendem com os números, a explicação está na ponta da língua. ?A altura não é tão importante assim. Vale mais a colocação dentro da área e a capacidade de antecipação aos zagueiros. Deve-se saber o momento certo para entrar na área.?Ao contrário de Gil, que acha que o Corinthians não deve ter pressa para tentar reverter a vantagem do São Paulo, Liedson acha que isso terá de ser feito o quanto antes: ?Vamos ter que ganhar pelo menos uma das duas partidas finais. Tomara que seja a primeira.?Após os treinos, o atacante é um dos mais procurados pelos torcedores para dar autógrafos. Aproveitando-se da boa fase, não perdeu a chance de capitalizar os elogios que está recebendo, principalmente depois de marcar dois gols nas duas partidas semifinais do Paulistão contra o Palmeiras e mais um na goleada sobre o The Strongest, por 4 a 1, na terça-feira, pela Libertadores.?Tenho certeza que a torcida do Corinthians estará em massa no Morumbi. E espero poder retribuir com muita luta. Nossa campanha na temporada nos credencia a sonhar alto. Estamos bem nas duas competições.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.