Liedson pode não voltar ao Corinthians

O Corinthians espera que Liedson volte a treinar nesta segunda-feira, após ter desistido de jogar no Dinamo de Kiev. Mas isso pode não acontecer. O vice-presidente do Prudentópolis, Hugo Barros, disse na noite de sábado que o atacante não tem nenhuma obrigação de se reapresentar ao clube de Parque São Jorge, como afirmam os dirigentes corintianos. ?Não existe nada disso. O Corinthians tinha de exercer a opção de compra do passe do Liedson até segunda-feira. Não exerceu, o jogador está livre.?? O Prudentópolis detém 70% dos direitos sobre Liedson. Os outros 30% pertencem ao Coritiba.Segundo Barros, Liedson retornou neste sábado ao Brasil e foi para a Bahia, onde está com seus familiares. O dirigente paranaense contesta a versão dos corintianos, de que o atacante tem contrato até 31 de dezembro e, por isso, tem obrigação de voltar ao clube. ?Liedson pode até ficar no Corinthians, mas teremos de negociar. Estamos abertos a negociações com qualquer clube. O Liedson não pode jogar por outra equipe da Série A apenas por uma questão de regulamento.??Barros também se espantou com os comentários de que o presidente do Prudentópolis e procurador de Liedson, João Ituarte, foi agredido pelos ucranianos depois que o atacante se negou a ficar no Dinamo. ?Imagina! Ele foi muito bem tratado.??O vice-presidente do Corinthians, Antonio Roque Citadini, mantém a posição de que Liedson tem de voltar. Outra questão que Citadini tentará resolver até esta segunda-feira é a manutenção de Abuda no elenco por mais alguns dias. O atacante precisa se apresentar à seleção sub-17, mas o Corinthians quer adiar sua ida.

Agencia Estado,

20 de julho de 2003 | 14h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.