EFE/EPA/TIAGO PETINGA
EFE/EPA/TIAGO PETINGA

Liga das Nações inicia terceira edição como teste de alto nível para seleções classificadas à Copa

Punida pela guerra na Ucrânia, seleção russa não disputará competição e será rebaixada ao fim da fase de grupos

Pedro Ramos, O Estado de S.Paulo

01 de junho de 2022 | 05h00

A criação da Liga das Nações em 2019 foi a grande responsável para seleções, como o Brasil, terem dificuldade para enfrentar europeus em amistosos, devido ao calendário mais cheio. A atual edição da competição, que começa nesta quarta-feira, servirá como um teste importante para os países classificados à Copa do Mundo.

A Liga das Nações 2022/23 preenche o calendário do meio do ano já que a Copa, normalmente disputada entre junho e julho, foi realocada para novembro e dezembro, devido às altas temperaturas no país árabe. Portugal, de Cristiano Ronaldo, foi campeão na edição de estreia, em 2019, e a França levantou o troféu em 2021. Os atuais campeões mundiais derrotaram a Espanha na grande decisão.

Como é o formato da Liga das Nações?

A Liga das Nações conta com todas as 55 seleções da Uefa. O torneio consiste em três ligas de 16 times e uma quarta, com sete equipes, e funciona com sistema de acesso e rebaixamento. As três primeiras ligas (A, B e C) são divididas em grupos de quatro seleções, enquanto a D tem um de quatro e outro de três.

Os vencedores de cada grupo na Liga A avançam para a semifinal e, depois, à final. Os líderes de cada grupo nas Ligas B, C e D, sobem de "divisão". Já as seleções que terminarem na última posição de seus grupos na Liga A e B serão rebaixados, e os da Liga C farão um play-off para decidir quem cai para a Liga D. A Rússia foi punida pela Uefa, devido à invasão militar na Ucrânia iniciada em fevereiro, e não vai disputar a competição. Os russos ficarão na última posição do Grupo B, não entrarão em campo e serão rebaixados ao fim da fase de grupos.

Jogos para ficar de olho

Serão quatro rodadas de jogos entre o dia 1º e 14 de junho. As últimas duas partidas vão ser jogadas entre 22 e 27 de setembro. As semifinais estão marcadas para os dias 14 e 15 de junho de 2023. A grande decisão e a disputa do terceiro lugar vão ocorrer no dia 18 de junho do ano que vem.

Jogos importantes serão disputados nesta semana. A Espanha recebe Portugal na quinta-feira, a Bélgica duela com a Holanda, em Bruxelas, na sexta, enquanto a Itália enfrenta a Alemanha, em Bologna, no sábado. Os alemães também jogam contra a Inglaterra, na próxima terça-feira, em Munique, e diante dos italianos no dia 14, em Monchengladbach. No dia 11, os ingleses recebem a Itália e reeditam a final da última Eurocopa.

Adversária do Brasil no Grupo G da Copa do Mundo, a Suíça está no Grupo 2 da Liga A e enfrentará Portugal, Espanha e Tchéquia. Já a Sérvia terá pela frente Noruega, Eslovênia e Suécia, no Grupo 4 da Liga B. 

Quem transmite a Liga das Nações?

Os canais Globo e Disney (ESPN e Fox Sports) compraram os direitos de transmissão da competição.

Os grupos da Liga das Nações

Liga A

Grupo 1 - Áustria, Croácia, Dinamarca e França

Grupo 2 - Espanha, Portugal, Tchéquia e Suíça

Grupo 3 - Alemanha, Hungria, Inglaterra e Itália

Grupo 4 - Bélgica, Holanda, País de Gales e Polônia

Liga B

Grupo 1 - Armênia, Escócia, Irlanda e Ucrânia

Grupo 2 - Albânia, Islândia, Israel e Rússia

Grupo 3 - Bósnia, Finlândia, Montenegro e Romênia

Grupo 4 - Eslovênia, Noruega, Sérvia e Suécia

Liga C

Grupo 1 - Ilhas Faroe, Lituânia, Luxemburgo e Turquia

Grupo 2 - Chipre, Grécia, Irlanda do Norte e Kosovo

Grupo 3 - Azerbaijão, Belarus, Cazaquistão e Eslováquia

Grupo 4 - Bulgária, Geórgia, Gibraltar e Macedônia do Norte

Liga D

Grupo 1 - Andorra, Letônia, Liechtenstein e Moldávia

Grupo 2 - Estônia, Malta e San Marino

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.