Stefan Wermuth/Reuters
Stefan Wermuth/Reuters

Liga dos Campeões: times, formato e curiosidades da reta final do torneio

Competição volta após cinco meses, será sediada em Portugal e pela primeira vez terá decisão sem a presença de público

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

07 de agosto de 2020 | 05h00

Depois de quase cinco meses de paralisação, a Liga dos Campeões recomeça nesta sexta-feira, a partir das 16h, com um cronograma diferente, jogos sem público e formato inspirado na Copa do Mundo. A rodada do fim de semana terá os quatro jogos restantes das oitavas de final para a partir de semana que vem os oito times restantes inaugurarem a fase final da competição. Todos vão se reunir em Portugal para disputar partidas eliminatórias em jogo único até chegar à decisão, no dia 23.

A retomada da competição terá nesta sexta pelas oitavas de final o encontro na Inglaterra entre Manchester City e Real Madrid. Na ida, na Espanha, os ingleses venceram por 2 a 1. Na Itália a Juventus joga contra o Lyon para reverter a derrota por 1 a 0. Nesta sexta-feira, as oitavas de final terminam com mais dois jogos. Após fazer 3 a 0 fora de casa na ida, o Bayern recebe o Chelsea. O Barcelona encara no Camp Nou o Napoli, com quem empatou por 1 a 1.

A Liga dos Campeões volta a ser disputada nesta sexta-feira com formato e características bem incomuns. Geralmente disputada com jogos às terças e quartas-feiras, o torneio terá pela frente um calendário intenso e uma fase final concentrada em uma mesma cidade, Lisboa, capital de Portugal. Após cinco meses de paralisação pelo novo coronavírus, a Uefa mudou completamente a organização do torneio.

Depois da conclusão das oitavas de final, os vencedores não atuam mais dentro de casa e viajam diretamente para Lisboa, onde vão encontrar os quatro times já classificados: Atalanta, Paris Saint-Germain, RB Leipzig e Atlético de Madrid. Com as quartas de final formadas, as equipes vão definir a classificação em jogo único. As partidas serão em dois locais: o estádio da Luz e o José Alvalade. Apesar de no início da competição a decisão estar prevista para ter a decisão na Turquia, Portugal foi a escolhida pela Uefa para receber os oito times restantes. Serão utilizados somente dois estádios: o José Alvalade e o estádio da Luz.

COMO ESTÁ A LIGA DOS CAMPEÕES E TIMES TITULARES

Quatro times já está classificados para as quartas de final, em Lisboa:

RB Leipzig x  Atlético Madrid

Um dos confrontos terá a presença do RB Leipzig. O time alemão bateu o Tottenham nas oitavas de final e vai enfrentar o  Atlético Madrid, o responsável por eliminar o atual campeão, Liverpool, na fase anterior.

RB Leipzig: Mvogo; Klostermann, Mukiele, Upamecano e Tasende; Halstenberg, Kampl e Sabitzer; Schick, Forsberg e Poulsen.

Atlético Madrid: Oblak; Trippier, Savic, Felipe e Renan Lodi;  Partey, Koke e Saul Ñiguez; Ángel Correa, João Félix e Diego Costa.

Atalanta x Paris Saint-Germain

Surpresa da competição, a equipe italiana passou pelo Valencia, da Espanha, em um jogo considerado pelos médicos como um dos grandes vetores de dissiminação do novo coronavírus na Europa. Já o time francês, liderado por Neymar, superou o Borussia Dortmund para chegar até essa fase.

Atalanta: Gollini; Castagne, Rafael Tolói, Caldara e Djimsiti; Gosens, De Roon, Pasalic e Freuler; Ilicic e Gómez.

Paris Saint-Germain: Navas; Kurzawa, Thiago Silva, Kimpembe e Bakker; Marquinhos, Verratti e Gueye; Neymar, Di María e Icardi.

Mais oito times buscam quatro vagas para a fase final, em Lisboa:

Real Madrid x Manchester City

No jogo de ida, na Espanha, os ingleses venceram por 2 a 1 e estão em vantagem. Nesta sexta, o Manchester City joga em casa para confirmar a passagem de fase.

Real Madrid: Courtois; Carvajal, Varane, Militão e Mendy; Casemiro, Kroos e Modric; Vinícus Júnior, Benzema e Hazard.

Manchester City: Ederson; Walker, Fernandinho, Laporte e João Cancelo; De Bruyne, Rodri, Gündogan; Mahrez, Gabriel Jesus e Sterling

Lyon x Juventus

O time de Cristiano Ronaldo perdeu na França por 1 a 0. Nesta sexta, os italianos recebem os franceses em Turim para tentar reverter o placar.

Lyon: Anthony Lopes; Denayer, Marcelo e Marçal; Bruno Guimarães, Dubois, Caqueret, Aouar e Cornet; Dembelé e Depay.

Juventus: Szczęsny; Cuadrado, Bonucci, De Ligt, Alex Sandro; Bentancur, Pjanić, Rabiot; Bernardeschi, Higuaín e Cristiano Ronaldo

Napoli x Barcelona

Na Itália houve empate por 1 a 1. Agora é a vez do time de Messi e Suárez jogar no Camp Nou em busca de uma vitória simples para confirmar classificação.

Napoli: Ospina; Hysaj, Di Lorenzo, Koulibaly e Mário Rui; Fabián Ruiz, Demme, Zieliński; Callejón, Mertens e Insigne

Barcelona: Ter Stegen; Semedo, Piqué, Lenglet, Alba; Roberto, Rakitić, De Jong; Messi; Súarez e Griezmann

Chelsea x Bayern de Munique

A equipe alemã tem ampla vantagem, ao ter vencido a partida de ida, em Londres, por 3 a 0. Dentro de casa, pode até perder por dois gols de diferença que garante vaga nas quartas de final.

Chelsea: Caballero; Rüdiger, Christensen e Zouma; James, Kovačić, Barkley e Emerson; Mount, Giroud e Hudson-Odoi

Bayern de Munique: Neuer; Kimmich, Boateng, Alaba e Davies; Thiago, Goretzka, Gnabry, Müller e Coman; Lewandowski

Os possíveis favoritos

Sem o atual campeão, Liverpool, que foi eliminado nas oitavas de final, o favoritismo recai sobre o badalado Paris Saint-Germain. Apesar de nunca ter sido campeão, a equipe francesa parece cada vez mais madura para finalmente garantir a taça, após sucessivos fracassos.

A interrogação é grande sobre a fase final porque os times ficaram muito tempo parados e perderam o ritmo, além de nem todos estarem com os mesmos elencos. No entanto, assim como o PSG, há uma grande expectativa pelo desempenho do Bayern de Munique. O time exibiu um bom futebol no retorno do Campeonato Alemão e tem tradição no torneio continental. O mesmo vale para o Real Madrid, que pode se tornar um forte candidato caso passe pelo Manchester City, nas oitavas.

O poderoso Barcelona precisa passar pelo Napoli para manter viva a chance de título nesta temporada. O time catalão deixou escapar o título espanhol para o Real Madrid, não ganhou a Copa do Rei e só tem a Liga dos Campeões como única oportunidade de garantir uma taça nesta temporada.  

O formato diferente, com decisões em jogo único e sem torcida, também pode mexer com o teórico favoritismo. Equipes consideradas mais fracas passam a ter mais chance de surpreender. O último clube a garantir o título inédito da competição foi o Chelsea, em 2012.

Cuidados com novo coronavírus

Cada equipe ficará em um hotel diferente, com alas exclusivas para as delegações, e treinará em campos de treino exclusivos espalhados por cidades nos arredores de Lisboa. Só é permitido aos jogadores sair ou rumo às atividades ou para os jogos. Também serão aplicados os cuidados já em vigor nas ligas nacionais, como máscaras, distanciamento e monitoramento de possíveis sintomas.

Dentro dos estádios, os times não poderão chegar ao mesmo tempo para os jogos e haverá um fiscal e um médico exclusivamente para cuidar do cumprimento do protocolo sanitário. Isso inclui também supervisionar os cudiados com a higienização.

Os estádios da fase final 

Os estádios do Sporting (José Alvalade) e do Benfica (estádio da Luz) serão as sedes dos jogos finais da competição. Os dois locais foram reformados para receber a Eurocopa, em 2004, e têm uma estrutura moderna. A casa do Benfica, aliás, será novamente o palco da decisão, em 23 de agosto. Em 2014 o estádio recebeu a decisão entre Real Madrid e Atlético de Madrid.

Transmissão na TV

No Facebook Watch, os torcedores brasileiros será possível assistir 11 partidas, incluindo a grande final em 23 de agosto. O canal TNT também vai transmitir algumas partidas. Confira a transmissão das primeiras rodadas:

Sexta, 7 de agosto

16h - Man. City x Real Madrid (TNT)

16h - Juventus x Lyon (Facebook Watch do Esporte Interativo)

Sábado, 8 de agosto

16h - Bayern x Chelsea (TNT)

16h - Barcelona x Napoli (Facebook Watch pela do Esporte Interativo)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.