Ozan Kose / AFP
Ozan Kose / AFP
Imagem Robson Morelli
Colunista
Robson Morelli
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Liga dos Campeões: um grupo duro, um da 'morte' e os outros com bolas cantadas

As partidas já começam no próximo dia 14 de setembro, com a final marcada para maio do ano que vem na Rússia

Robson Morelli, O Estado de S.Paulo

26 de agosto de 2021 | 16h26

A Liga dos Campeões da Europa já daria o que falar nesta edição somente pela troca de time de Lionel Messi, deixando o Barcelona e assinando com o Paris Saint-Germain. Não poderia ter motivo mais atrativo para a competição. A pergunta é se o PSG, de Neymar e ainda Mbappé (ele negocia sua saída), ficará com a tão sonhada taça, fato que ainda não conseguiu desde que o clube francês se propôs a mudar a geografia do futebol mundial, jogando todos os holofotes para Paris.

O sorteio foi duro para o time de Messi. O PSG não terá moleza desta a primeira partida na etapa de grupos porque tem dois rivais ossos duros de roer: Manchester City e RB Leipzig. O time alemão mantém tradição na disputa e se coloca como uma pedra no sapato dos rivais mais famosos. Não descarto a possibilidade de o Leipzig aprontar para cima de City e PSG, o que poderia deixar um desses dois gigantes fora. Lembrando que apenas os dois primeiros de cada grupo passam para a fase mata-mata. Completa a chave o Brugge, da Bélgica, que poderá ser o fiel da balança. Quem perder ponto diante do Brugge pode se dar mal, muito mal.

O Grupo B é o mais equilibrado. O sorteio colocou na mesma chave quatro equipes parecidas, com chances de qualquer uma se classificar. O Atlético de Madrid se reforçou com o brasileiro Matheus Cunha, cuja transferência custou R$ 189 milhões. Está mais forte. O Liverpool tem excelentes jogadores, mas perdeu um pouco do seu protagonismo, o que não quer dizer que esteja fora da briga. Se recuperar as boas apresentações e resultados, chega. Assim como nunca foi fácil superar o Porto, como história rica na Liga. O desafiante é o Milan, que também ficou para trás nessa corrida dos times relevantes, mas que tenta se recolocar. Talvez esse seja o grupo da 'morte' da competição. Se tivesse de apostar, ficaria com Liverpool e Atlético de Madrid.

Alguns grupos são apontados como bolas cantadas ao fim das partidas. É o caso do D. Internazionale e Real Madrid são muito favoritos diante de Shakhtar Donetsk-UCR e Sheriff-MOL. Só não se garantem se der zebra. Não vejo nenhum desses dois últimos fazendo frente ao time italiano e também espanhol. A equipe madrilenha ainda vive a expectativa de ter Mbappé em suas fileiras. Seria uma bomba. Ele viria para ocupar o lugar deixado por Cristiano Ronaldo desde que o português saiu com destino à Juventus. O Madrid teria de pagar R$ 1,2 bilhão. É dinheiro. Isso pode mudar as forças na chave.

A Inter perdeu Lukaku, mas não se brinca com um campeão italiano. A Itália está na moda com a vitória da seleção Azzurra na Eurocopa. Isso deu mais prestígio ao futebol da Bota, sempre respeitado na Europa, assim como suas equipes. Não é mais o futebol badalado do passado, mas continua tendo bons times e jogadores. Passam Real Madrid e Inter.

Da mesma forma e apesar de fazer sua primeira Liga dos Campeões da última década sem Messi, o Barcelona continua favorito no seu grupo. Estaria atrás do Bayern de Munique nesse quesito, mas muito à frente de Benfica-POR e Dínamo de Kiev-UCR. Esses dois clubes são importantes, mas não os vejo fazendo frente a nenhum dos outros dois. Fico com Bayern e Barcelona, mas com uma ressalva: o time catalão tem de se provar sem o mesmo elenco das últimas edições e, principalmente, sem o argentino.

Queria comentar ainda sobre o Grupo H, com Chelsea-ING, Juventus-ITA, Zenit St.Petersburg-RUS e Malmo-SUE. Mais uma chave moleza para o time inglês e o time italiano. Não vejo nem nos piores pesadelos Juventus e Chelsea fora da etapa de mata-mata, mesmo a despeito de Cristiano Ronaldo deixar Turim para atuar no Manchester City. A negociação existe. Seu empresário esteve na Itália, mas também embarcou para Paris. As fichas estão na mesa. A primeira parte da Liga será interessante, mas não mais do que os primeiros jogos eliminatórios. Os jogos começam dia 14. A final está marcada para o Estádio São Petersburgo, na Rússia, no dia 28 de maio de 2022.

VEJA OS GRUPOS DA LIGA DOS CAMPEÕES

  • Grupo A
  • Manchester City-ING
  • Paris Saint-Germain-FRA
  • RB Leipzig-ALE
  • Brugge-BEL

     

  • Grupo B
  • Atlético de Madrid-ESP
  • Liverpool-ING
  • Porto-POR
  •  Milan-ITA

     

  • Grupo C
  • Sporting Lisboa-POR
  • Borussia Dortmund-ALE
  • Ajax-HOL
  • Besiktas-TUR

     

  • Grupo D
  • Internazionale-ITA
  • Real Madrid-ESP
  • Shakhtar Donetsk-UCR
  • Sheriff-MOL

     

  • Grupo E
  • Bayern de Munique-ALE
  • Barcelona-ESP
  • Benfica-POR
  • Dínamo de Kiev-UCR

     

  • Grupo F
  • Villarreal-ESP
  • Manchester United-ING
  • Atalanta-ITA
  • Young Boys-SUI

     

  • Grupo G
  • Lille-FRA
  • Sevilla-ESP,
  • Red Bull Salzburg-AUT
  • Wolfsburg-ALE

     

  • Grupo H
  • Chelsea-ING
  • Juventus-ITA
  • Zenit St.Petersburg-RUS
  • Malmo-SUE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.