Albert Gea/Reuters
Albert Gea/Reuters

Liga e federação irão decidir retorno do Campeonato Espanhol, diz primeiro-ministro

Pedro Sánchez acredita que retomada será sem público nos estádios, a princípio

Reuters, O Estado de S.Paulo

02 de maio de 2020 | 18h36

O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, disse esperar que o Campeonato Espanhol retorne “em breve”, mas que caberá à liga e à federação decidir a data de retomada das atividades, uma vez que o governo já começou a diminuir as restrições em função do coronavírus.

O ministério do esporte aprovou na quinta-feira os planos de LaLiga (entidade que organiza o Campeonato Espanhol) para que os clubes testem seus jogadores para saber se estão contaminados pelo coronavírus antes de voltarem aos treinos, pois a ideia seria reiniciar a temporada em junho, depois da suspensão devido à pandemia do Covid-19.

A Espanha, um dos países mais atingidos da Europa com 25.100 mortes, impôs um bloqueio rígido em março, confinando a maioria da população em suas casas. No entanto, após 49 dias de quarentena, o governo agora permite que as pessoas deixem suas casas para se exercitar.

"Sou mais fã de basquete do que de futebol, mas espero que o futebol retorne logo", disse Sanchez a jornalistas. "A liga e a federação que decidirão (a data de retomada do campeonato)."

"Começamos a permitir o treinamento individual para esportes coletivos. Espero que seja em breve, mas vamos vê-lo mais cedo na TV do que no estádio, receio.", completou o primeiro-ministro.

Os times voltarão ao treinamento em fases na próxima semana, primeiro treinando individualmente, depois passando para o treinamento em pequenos grupos e finalmente para o treinamento em grupo completo —que precisa durar pelo menos duas semanas antes de poderem voltar a competir. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.