Divulgação
Divulgação

Liga espanhola cita importância econômica para pedir volta: '1,37% do PIB'

Entidade que organiza o campeonato nacional aproveita decisão na Alemanha para pressionar pelo retorno do futebol no país

Redação, Estadão Conteúdo

06 de maio de 2020 | 21h32

A liga espanhola aproveitou a decisão da Alemanha de retomar o seu campeonato nacional a partir da segunda metade de maio para pressionar o governo do país a permitir que isso aconteça em breve, apesar da pandemia do novo coronavírus. Em comunicado divulgado nesta quarta-feira, La Liga exaltou a volta da competição e fez questão de ressaltar a importância econômica do futebol.

"São notícias muito boas para o futebol europeu, para o retorno a uma nova normalidade e para a reativação de uma atividade tão importante econômica e socialmente, que somente na Espanha representa 1,37% do PIB, 185 mil empregos e 4,1 bilhões de euros (aproximadamente R$ 25,3 bilhões) anualmente em impostos", afirmou a liga espanhola, pedindo boa vontade do governo nacional.

Em sua nota oficial, La Liga lembra que outros países europeus estão seguindo os passos da Alemanha e deverão retomar o futebol nas próximas semanas. "Queremos parabenizar a Bundesliga pela decisão de seu governo de reiniciar a competição a partir da segunda quinzena deste mês de maio, além de outras ligas que também estão se reativando na Polônia, Israel, Turquia, Croácia, Bulgária, Sérvia, Hungria, Dinamarca e Portugal", disse.

Os próprios clubes da Espanha têm dado passos para a retomada das atividades, tanto que nesta terça e quarta-feira foram feitos exames médicos contra o coronavírus pelos jogadores, medida necessária para que sejam liberados para realizarem treinos. A liga aponta que o processo só estará completo quando for permitida a presença de torcedores nos estádios.

"A La Liga e seus clubes continuam trabalhando para que na Espanha o futebol também possa retornar, em um caminho que começou ontem e hoje (terça e quarta-feira) com exames médicos antes do retorno do treinamento e que não terminará até o retorno dos torcedores aos estádios", concluiu.

O Campeonato Espanhol foi paralisado quando faltavam 11 rodadas para o fim. O Barcelona liderava com 58 pontos e dois de vantagem para o Real Madrid.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.