Juan Carlos Hidalgo/Efe
Juan Carlos Hidalgo/Efe

Liga Espanhola defende Real e Atlético após punição da Fifa

Entidade se manifesta contra à sanção aplicada aos times da capital

Estadão Conteúdo

15 de janeiro de 2016 | 12h22

A punição da Fifa aplicada a Atlético de Madrid e Real Madrid na última quinta-feira segue repercutindo na Espanha, e a liga do país se manifestou nesta sexta para defender dois dos seus principais clubes. Em nota oficial, a entidade se disse contra a sanção que proibirá os rivais madrilenhos de contratarem novos reforços nas próximas duas janelas para transferências.

Tanto Atlético quanto Real Madrid foram punidos desta forma, e ainda multados, porque a Fifa entendeu que os clubes desrespeitaram a política de contratação de menores da entidade. O Barcelona já havia sido sancionado por um problema semelhante, mas ainda assim a Liga Espanhola fez questão de defender seus clubes.

"O futebol espanhol, através de seus clubes, apoia a política de proteção aos menores e a preocupação com o seu desenvolvimento e seu treinamento", garantiu a liga em comunicado. "A conduta do Real Madrid e do Atlético de Madrid, sempre foi a favor do respeito, do interesse e do treinamento das crianças."

Real e Atlético ainda poderão contratar reforços na atual janela para transferências, mas não mais nas duas próximas. Eles negaram que tenham desrespeitado as leis da Fifa, enquanto a Liga Espanhola preferiu criticar a política da principal entidade do futebol mundial. Os clubes madrilenhos ainda podem recorrer da punição.

"A liga conduziu análises das regras de ''proteção'' da Fifa, assim como dos diferentes padrões da União Espanhola, do estado suíço e da Espanha, e baseado nelas vai denunciar aos órgãos apropriados o atual regulamento para transferências de menores, que não condiz com a lei de proteção de menores", explicou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.