Juan Medina| Reuters
Juan Medina| Reuters

Gritos homofóbicos contra CR7 serão denunciados

No clássico contra o Barcelona, torcedores cantaram músicas para ofender Cristiano Ronaldo

Estadão Conteúdo

05 de abril de 2016 | 15h00

A Liga Espanhola revelou nesta terça-feira que denunciará à Comissão Antiviolência do país uma série de comportamentos de torcedores no campeonato nacional que incitam a violência, o racismo, a xenofobia e a intolerância no esporte. Entre os casos, estão os cânticos homofóbicos de parte da torcida do Barcelona para Cristiano Ronaldo, no clássico diante do Real Madrid no último sábado.

A liga responsável pela realização do Campeonato Espanhol tem adotado medidas contra este tipo de atitudes nas partidas da competição. Nesta terça, a entidade prometeu denunciar acontecimentos ocorridos em três duelos: Barcelona x Real Madrid, Atlético de Madrid x Betis e Celta de Vigo x Deportivo La Coruña, todos no último sábado.

No caso do confronto realizado no Camp Nou, torcedores do Barcelona foram flagrados cantando "Cristiano maricón" e "p... Madrid". Não só tentaram ofender o jogador e o time rival, como desrespeitaram um ídolo do próprio clube catalão, já que os gritos aconteceram durante a realização de um minuto de silêncio em respeito à morte de Johan Cruyff.

Apesar da denúncia contra estes episódios especificamente, a própria Liga Espanhola fez questão de "destacar que o comportamento do resto dos espectadores presentes no estádio foi absolutamente correto". Também exaltou as medidas tomadas pelo Barcelona para combater o comportamento desta parte da torcida.

Antes mesmo da denúncia, grupos em defesa dos direitos dos homossexuais na Espanha já haviam recriminado os gritos. A Liga não especificou quais as repercussões o caso pode ter para o Barcelona ou sua torcida. Em campo, Cristiano Ronaldo decidiu o clássico de sábado ao marcar o gol da vitória do Real por 2 a 1, de virada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.