Divulgação
Divulgação

Liga espanhola trata Leganés de forma diferente do Barcelona e nega contratação

Clube teve pedido para substituir Martin Braithwaite, contratado pelo time catalão, negado

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de fevereiro de 2020 | 16h27

O Leganés, atual 19.º colocado do Campeonato Espanhol, teve seu pedido para substituir Martin Braithwaite, contratado recentemente pelo Barcelona, negado, nesta quinta-feira, pela Liga espanhola de futebol.

Na semana passada, a liga espanhola e a federação permitiram que o time catalão fizesse a contratação fora do período da janela de transferência para entrar no lugar de Ousmane Dembele, que vai ficar afastado dos gramados por uma "lesão de longo prazo".

Autorizado a fechar o negócio, o Barcelona, atual líder do campeonato, pagou a cláusula de compra no valor de 18 milhões de euros (cerca de R$ 88,2 milhões) para ficar com Braithwaite, apontado como o melhor atacante do Leganés.

Em um comunicado, a diretoria do Leganés considerou a decisão "injusta" e que "teria contaminado a competição e o direito de todos os clubes de competirem nas mesmas condições".

A federação disse que consultou a FIFA a respeito do pedido do Leganés, mas que não havia motivos para conceder uma dispensa ao clube para assinar com um substituto para um jogador que havia saído quando sua cláusula de compra foi acionada.

E completou afirmando que, se fosse para permitir que o Leganés contratasse um jogador de outro clube, isso "levaria a uma cadeia de transferências fora da janela oficial".

Martin Braithwaite, de 28 anos, estreou no Barcelona na goleada, por 5 a 0, sábado passado, sobre o Eibar. O dinamarquês entrou aos 27 minutos do segundo tempo no lugar do francês Antoine Griezmann.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.