Grigory Dukor/Reuters
Grigory Dukor/Reuters

Liga Europa define semifinalistas em rodada decisiva nesta quinta

Chelsea, Benfica e Fenerbahçe têm vantagem confortável para avançar no torneio

O Estado de S. Paulo

11 de abril de 2013 | 07h00

SÃO PAULO - Chelsea, Benfica e Fenerbahçe defendem uma vantagem confortável de dois gols nos jogos de volta das quartas de final da Liga Europa. Estão, portanto, com um pé na semifinal do torneio.

Os desfalques na defesa são os maiores empecilhos para o Chelsea, detentor do título da Copa dos Campeões, confirmar sua classificação nesta quinta-feira depois de vencer o Rubin Kazan no jogo de ida por 3 a 1, dois tentos do espanhol Fernando Torres. Com dois laterais-esquerdos machucados – Ashley Cole e Ryan Bertrand –, e a cirurgia recente em Gary Cahill, o técnico Rafael Benítez está com receio de escalar Nathan Ake, de 18 anos, em um jogo tão importante.

Como alternativa, deve improvisar David Luiz ou Paulo Ferreira no lado canhoto. O gramado sintético de Luzhniki, na Rússia, não será um problema, diz o espanhol. “Cada país tem as suas condições e vamos fazer um grande jogo no gramado sintético”.

Também nesta quinta-feira, o Fenerbahçe entra com os 2 a 0 que conquistou em Istambul contra a Lazio. Além do placar adverso, deve pesar sobre a equipe de Hernanes as arquibancadas vazias do Estádio Olímpico de Roma. A partida será realizada com portões fechados já que os italianos cumprem o primeiro dos dois jogos de punição pelo comportamento racista da torcida nas duas partidas contra o Borussia M’gladbach na segunda fase.

A sanção foi imposta para coibir novas posturas racistas das torcidas europeias. Recentemente, a Internazionale de Milão também foi punida pela Federação Italiana após torcedores levarem uma banana inflável para ofender o atacante Mario Balotelli, do Milan.

Além de ficar com os portões fechados na partida contra Stuttgart, válida pelas oitavas de final da Liga Europa, a Lazio terá de pagar uma multa de 40 mil euros. A decisão da Uefa foi duramente questionada pela cúpula romana. O retrospecto de cinco vitórias – quatro delas por dois ou mais gols – e a presença do artilheiro do torneio, o checo Libor Kozak, são um alento para os italianos tentarem reverter a vantagem do rival.

O Benfica é o último clube a defender um resultado relativamente tranquilo – os 3 a 1 que marcou no Newcastle no Estádio da Luz. Essa foi a quinta vitória consecutiva dos portugueses na Liga Europa. "Estamos fazendo uma temporada excelente. Poderá ser ainda melhor se conseguirmos os três títulos que estamos disputando", diz o técnico Jorge Jesus.

O confronto entre o campeão suíço Basel e o Tottenham não tem favorito. O empate por 2 a 2 em Londres deixou aberta a disputa. Os suíços têm um currículo interessante: ganharam os quatro últimos jogos em casa sem sofrer gols e eliminaram o Manchester United na Copa dos Campeões em 2011 na fase de grupos. Tentam agora derrubar outro inglês e chegar à primeira semifinal europeia de sua história. Os ingleses não terão o astro Gareth Bale e os esforçados Aaron Lennon e William Gallas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.