Carlos Barba/ EFE
Carlos Barba/ EFE

Liga feminina espanhola de futebol vai se profissionalizar na temporada 2021/2022

Com 16 participante, Liga Ellas terá formato semelhante ao de torneios masculinos da Espanha

Redação, Estadão Conteúdo

25 de março de 2021 | 14h10

A liga feminina espanhola de futebol vai se tornar profissional a partir da temporada 2021/2022. O anúncio foi feito, nesta quinta-feira, por Irene Lozano, presidente do Conselho Superior de Esportes (CSD) e Secretária de Estado do Esporte espanhol.

"É um dia muito importante para o CSD. Depois de muitos meses de trabalho, a Liga Ellas chegou e se torna irreversível", anunciou Lozano, em evento que contou com a presença de presidentes de vários clubes participantes da liga. A competição substituirá a atual Primeira Divisão, que teve na última temporada o Barcelona como campeão. A equipe catalã e o Athletic Bilbao são as equipes com maior número de títulos do torneio, com cinco. Nos últimos anos, o Atlético de Madrid também tem sido um expoente do futebol feminino, conquistando três dos últimos quatro torneios.

A competição terá um formato semelhante ao campeonato masculino. A supervisão do campeonato será da CSD, durante um período de transição até 2024 através de um acordo de coordenação com a Federação Espanhola de Futebol (RFEF) e dos clubes. Nesta temporada, quatro equipes serão rebaixadas à segunda divisão e apenas duas ascenderão à divisão principal para diminuir o número de equipes, de 18 para 16.

Uma empresa independente será a responsável pela comercialização dos direitos de transmissão do torneio e demais produtos, com o objetivo de encerrar as disputadas dadas nas últimas temporadas. Em junho passado, a RFEF já havia declarado "competições profissionalizadas de primeiro e segundo níveis estaduais do futebol feminino", assim como as de futsal masculino e feminino.

"Até agora, estas competições eram consideradas futebol amador, mas a RFEF apresentou uma alteração dos seus estatutos, que permite estabelecer esta qualificação para as competições que reúnam condições materiais, econômicas, profissionais e laborais", disse a RFEF, em um comunicado.

Diversas jogadoras importantes do futebol feminino brasileiro passaram pela liga espanhola nos últimos anos. Entre elas, a atacante Ludmila, do Atlético de Madrid, e Jucinara, do Levante. Ambas são frequentemente convocadas pela técnica Pia Sundhage para compor a seleção brasileira feminina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.