Lionel Bonaventure/AFP
Lionel Bonaventure/AFP

Liga francesa critica espanhóis por recusa ao pagamento da rescisão de Neymar

Entidade colocou a sua estrutura jurídica à disposição do Paris Saint-Germain para sacramentar a transferência

Estadão Conteúdo

03 de agosto de 2017 | 12h50

A Liga de Futebol Profissional da França (LFP, na sigla em francês) declarou nesta quinta-feira o seu apoio ao Paris Saint-Germain na tentativa de contratar o atacante Neymar junto ao Barcelona e, em um comunicado, adotou um tom crítico ao afirmar estar surpresa com a decisão da liga espanhola - La Liga - de não aceitar o pagamento da cláusula de rescisão do contrato do jogador brasileiro com o clube catalão.

"A LFP está surpresa com a recusa de La Liga em aceitar o pagamento da cláusula de rescisão do jogador Neymar", afirmou a entidade francesa, acrescentando esperar que a legislação da Fifa seja respeitada e que o Paris Saint-Germain consiga concretizar a aquisição do atacante o mais rápido possível. "A LFP pede que La Liga cumpra com os regulamentos da Fifa e suas funções", acrescentou.

A entidade francesa também diz esperar que Neymar logo esteja em ação no país e colocou a sua estrutura jurídica à disposição do Paris Saint-Germain para sacramentar a transferência. "A liga apoia o Paris Saint-Germain e espera a chegada de Neymar ao Campeonato Francês. Os serviços jurídicos da LFP vão ajudar e estão disponíveis para o Paris Saint-Germain para o contrato de Neymar seja aprovado prontamente", concluiu a liga francesa.

Mais cedo nesta quinta, um advogado espanhol que representa Neymar foi até a sede da liga espanhola acompanhado por três brasileiros com a intenção de depositar o pagamento da cláusula de rescisão do contrato do atacante, mas não teve êxito. Apesar da negativa da liga não ter força para frear a transferência, já o pagamento poderá ser realizado diretamente ao Barcelona, o time francês e o jogador teriam que acionar a Fifa para conseguir a transferência provisória.

Também nesta quinta-feira, o presidente do Lyon, Jean-Michel Aulas, felicitou o presidente do PSG, Nasser Al-Khailafi, pela contratação de Neymar e declarou que a chegada do atacante brasileiro causará um enorme impacto na liga francesa. "Parabéns a Nasser pela realização deste operação única no mundo: estou impaciente para saber os custos reais da operação", escreveu em seu perfil no Twitter.

Já o presidente francês, Emmanuel Macron, deu boas-vindas à chegada de Neymar em encontro com o presidente do PSG, o parabenizando pela aquisição. E o ministro das Finanças da França, também comemorou a contratação do brasileiro. "É melhor que este jogador de futebol pague seus impostos na França do que em outros lugares".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.