Paul Childs/Reuters
Paul Childs/Reuters

Liga Inglesa multa Leeds em quase R$ 1 milhão por caso de espionagem

Clube é punido depois de o técnico argentino Marcelo Bielsa bisbilhotar treino de adversário

Redação, Estadão Conteúdo

18 de fevereiro de 2019 | 17h58

O caso de espionagem do técnico argentino Marcelo Bielsa no Leeds United não passou impune na Inglaterra. Nesta segunda-feira, a Liga Inglesa de Futebol (EFL, na sigla em inglês), que organiza a segunda divisão do Campeonato Inglês, anunciou uma multa de 228 mil euros (mais de R$ 962 mil) ao clube por causa do fato revelado no mês passado.

Em 10 de janeiro, um funcionário do Leeds United, a pedido de Marcelo Bielsa, foi a um treinamento do Derby County para observar e anotar as jogadas no dia anterior ao duelo pelo torneio nacional. Ele foi descoberto e detido pela polícia. Na semana seguinte, o treinador admitiu que usa o recurso da espionagem há muito tempo em sua carreira.

Em um comunicado oficial divulgado pela EFL, a investigação chegou à conclusão de que o Leeds United não respeitou o artigo 3.4 do regulamento geral, que diz respeito sobre a relação entre os clubes, que devem atuar sempre com "boa fé".

A entidade destacou ainda a cooperação total do Leeds United nesta investigação e o fato do clube ter se comprometido a não repetir uma ação semelhante. A EFL deixa claro que é expressamente proibido observar os treinamentos dos adversários 72 horas antes dos jogos, a não ser que exista um convite.

Naquela época, o Leeds United liderava a segunda divisão inglesa e perdeu fora de casa para o Derby County por 2 a 0. Atualmente, o clube é o terceiro colocado com 61 pontos, dois a menos do que Sheffield United e Norwich City. O time de Marcelo Bielsa, porém, tem uma partida a menos do que os rivais e pode retomar a ponta.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.