Lille recorre à Uefa contra gol do Manchester United

O Lille, da França, apresentou nesta segunda-feira um recurso contra a decisão do Comitê de Controle e Disciplina da Uefa, que desprezou seu protesto após a derrota de 1 a 0 para o Manchester United pela Liga dos Campeões, partida na qual acredita que o árbitro cometeu um erro.Segundo informação dada nesta segunda pela Uefa, seu Comitê de Apelação estudará na próxima sexta o recurso do Lille.O clube francês protestou oficialmente após a partida de ida pelas oitavas-de-final da principal competição de clubes da Europa, porque diz que o gol do Manchester, marcado por Ryan Giggs em uma cobrança de falta, deve ser cancelado já que o jogador galês chutou a bola quando o juiz ainda não tinha apitado e o Lille posicionava a barreira.Após analisar as imagens da TV, o comitê disciplinar da Uefa afirmou que não podia constatar se o árbitro cometeu uma falha técnica. Assim, o gol foi considerado válido.A Uefa também decidiu abrir um procedimento contra o Lille pelo comportamento impróprio de seus jogadores, que fizeram uma ameaça de abandonar o campo em sinal de protesto pelo gol concedido ao Manchester.

Agencia Estado,

26 de fevereiro de 2007 | 17h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.