Liminar garante Remo na 1ª Divisão

O juiz substituto da 4a Vara Federal de Belém, Eduardo Luiz Rocha Cubas, concedeu hoje liminar em favor do Clube do Remo para incluir o time paraense na 1a Divisão do Campeonato Brasileiro. A decisão foi tomada 24 horas depois de o STJ determinar o afastamento do "Leão Azul" paraense da 1a Divisão. "O torcedor do Pará não pode também ficar no escuro em relação a uma manifestação cultural de entrema relevância para seu povo, como é o futebol", justificou Cubas em seu despacho. Ele também argumenta que o Pará, embora conte com dois clubes de grandes torcidas, como Remo e Paysandu, está sendo impedido de disputar a 1a Divisão sem qualquer motivo justo. Cubas observou que clubes com classificação pior que a do Remoforam "convidados" a integrar a elite do futebol brasileiro pelos dirigentes da CBF. Cubas fixou multa de R$ 20 milhões, que poderão ser revertidos em favor do Remo, no caso de a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) descumprir a liminar. O presidente do Remo, José Licínio, disse que a decisão do juiz federal dá mais força aoclube para "brigar até o fim" contra os cartolas da CBF que "teimam em discriminar o futebol paraense".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.