Liminar garante Ricardinho no Santos

Agora, só falta marcar a data da apresentação de Ricardinho no Santos. O jogador conseguiu junto ao Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo liminar para poder defender um time brasileiro sem ter de pagar a multa de R$ 2 milhões ao São Paulo, estipulada em seu contrato de rescisão com o clube do Morumbi quando ele foi para o Middlesbrough, da Inglaterra.Ricardinho estava em Curitiba nesta quarta-feira, quando foi informado da vitória judicial por seu advogado. Logo em seguida, ele ligou para seu pai e procurador, José Luís Rodrigues, e deu a notícia, muito satisfeito com a liberação para poder jogar no Santos, com quem já tinha chegado a um acordo na semana passada. "Espero que a apresentação seja o mais rápido possível, porque o Ricardinho também está ansioso para jogar", disse José Luís Rodrigues.Cautela - Os destalhes do acordo entre Santos e Ricardinho ainda não foram revelados, mas o contrato será até dezembro do ano que vem. Mesmo com tudo acertado desde a semana passada, os dirigentes santistas preferiram ser cautelosos e aguardaram uma solução judicial para a pendência com o São Paulo.No início das negociações, Ricardinho pretendia que o Santos pagasse a multa ao São Paulo e os dois lados se apressaram para tentar a inscrição do atleta na Libertadores. Isso não foi possível e, com mais tempo, a via judicial foi tentada. Agora, mesmo liberado, Ricardinho não poderá defender o Santos na Libertadores, porque já acabou o prazo de inscrição na competição. Mas ele será reforço para o Campeonato Brasileiro. Enquanto isso, a diretoria santista continua tentando novas contratações: procura um goleiro, dois zagueiros e um volante. Tudo para suprir algumas saídas certas no segundo semestre, como é o caso de Alex e Paulo Almeida, já vendidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.