Liminar impede saída de Richarlyson

A diretoria do Santo André acredita ter conseguido impedir - ou pelo menos adiar - a transferência do meia Richarlyson para o São Paulo. No final da tarde desta quarta-feira, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) concedeu liminar ao clube suspendendo os efeitos da decisão da juíza Juliana Santoni Borges, que havia liberado o atleta para assinar contrato com outro clube. Com a liminar, o jogador - que à tarde foi apresentado como reforço do São Paulo e acabou sendo inscrito na CBF para o Campeonato Brasileiro - deve retornar para suas atividades no Santo André, sob pena de descumprimento contratual. A decisão foi tomada pelo relator do processo, o desembargador Marcelo Freire Gonçalves, do TRT de São Paulo. ?Foi restabelecida a verdade. Quero que fique claro para todos que o Santo André é um clube sério, que honra seus compromissos, assim como foi feito com o Richarlyson?, disse o presidente do Santo André, Jairo Livoliso.Richarlyson conseguiu na Justiça o direito de assinar contrato com o São Paulo, alegando rompimento de contrato por parte do Santo André. Na ação, o atleta sustentava que o clube não havia recolhido o FGTS como determina a lei, numa situação que configuraria quebra de contrato. O Santo André recorreu alegando que os pagamentos haviam feitos regularmente e conseguiu demonstrar que houve erro na documentação emitida pelo banco que deu base à ação proposta pelo jogador. Richarlyson - que foi campeão da Copa São Paulo de Juniores em 2003 - tem contrato com o Santo André até 2.007. O jogador já esteve emprestado ao Fortaleza e, no ano passado, jogou no Áustria Salzburg. Ontem (07) de manhã, chegou a fazer exames médicos no Palmeiras. Mas hoje à tarde, no entanto, foi apresentado como reforço do São Paulo.A diretoria do São Paulo ainda não se pronunciou a respeito do assunto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.