Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Liminar na Justiça garante torcedores do Flu em setor sul do Maracanã em final

Equipe tricolor enfrenta o Vasco do domingo, pela decisão da Taça Guanabara

Redação, Estadão Conteúdo

15 de fevereiro de 2019 | 18h23

O juiz Sandro Lucio Barbosa Pitassi, da 37ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, concedeu na tarde desta sexta-feira uma liminar que garante aos torcedores do Fluminense o direito de ocupar o setor sul do Maracanã, neste domingo, quando o time enfrentará o Vasco na decisão da Taça Guanabara, a primeira fase do Campeonato Carioca.

A liminar foi obtida depois de o Fluminense ter recorrido à Justiça após o Vasco divulgar, também na tarde desta sexta, uma nota com preços de ingressos para os seus torcedores ocuparem esta área do estádio, além dos setores leste inferior e superior (misto), para os quais é comercializada entradas para os seguidores dos dois clubes.

O clube das Laranjeiras obteve esta vitória na Justiça após notificar o Complexo Maracanã Entretenimento (CME), na manhã desta sexta-feira, para que cumpra o contrato prévio existente entre as partes, que garante o uso do setor sul pela torcida tricolor.

"Em documento enviado ao CME, o Flu alerta para as consequências do descumprimento do Termo Aditivo ao Contrato - em pleno vigor por força de decisão judicial, em caráter liminar, proferida pelo Desembargador Eduardo Gusmão Alves de Brito Neto nos autos do Agravo de Instrumento nº 0015955-76.2017.8.19.0000 - e solicita que seja estabelecido o posicionamento de sua torcida no setor sul do Estádio Mario Filho (Maracanã) na partida contra o Club de Regatas Vasco da Gama, a ser realizada no próximo domingo, válida pela final da Taça Guanabara, do Campeonato Estadual de Futebol Profissional do Rio de Janeiro. O CRVG (Vasco) também foi notificado", informou a direção tricolor, por meio de nota oficial divulgada poucas horas antes de obter a vitória na Justiça.

"Desde 2013, no novo modelo do Maracanã, foram nove confrontos entre as equipes no estádio, independente do mandante, todos com os tricolores no setor sul. O Fluminense vai lutar para ter seus direitos mantidos, inclusive, indo à Justiça para garanti-los, e espera que Mauro Darzé, em nome do Consórcio Maracanã, se manifeste em relação ao possível não cumprimento do contrato", completou a nota.

Na liminar que concedeu nesta sexta-feira, o juiz Sandro Lucio Barbosa Pitassi ainda determinou que o Vasco e a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) sejam notificados e estabeleceu que seja aplicada uma multa de R$ 50 mil por hora de venda de ingressos deste setor sul aos torcedores vascaínos.

A decisão da Justiça poderá causar possíveis problemas entre as torcidas dos dois times, pois o Vasco iniciou a comercialização de bilhetes para este setor do Maracanã no início da tarde desta sexta, em São Januário. O clube alega que os seus torcedores se posicionam nesta área do estádio desde 1950, quando foi inaugurado para a disputa da Copa do Mundo daquele ano, e faz questão de poder utilizá-lo.

Um sorteio realizado nesta sexta-feira também determinou que o Vasco será o mandante da final deste domingo, marcada para começar às 17 horas, mas o regulamento do Campeonato Carioca não faz menção à possibilidade de o mando dos confrontos dar a um clube o direito de escolher o setor do estádio onde a sua torcida ficará.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
FluminenseVascofutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.