Reprodução/Twitter/Flamengo
Reprodução/Twitter/Flamengo

Lincoln marca cinco e reservas do Flamengo fazem 7 a 0 no Bangu em jogo-treino

Jovem promessa ganha espaço após saída de Vizeu, se destaca e comanda goleada no Ninho do Urubu

Estadão Conteúdo

30 Junho 2018 | 13h26

Em preparação para o retorno do calendário brasileiro após a Copa do Mundo, o Flamengo realizou neste sábado um jogo-treino com os reservas diante do Bangu, no Ninho do Urubu. E brilhou a estrela do garoto Lincoln, que marcou nada menos do que cinco vezes na goleada por 7 a 0.

+ Flamengo efetiva Barbieri e define contrato até o final do ano

Considerado uma das grandes promessas do clube para o futuro, Lincoln deve ganhar mais espaço com a negociação de Felipe Vizeu e a possível saída de Guerrero, além da má fase de Henrique Dourado. O jogador tem apenas 17 anos e vê a esperança do Flamengo aumentar sobre ele após a ida de Vinícius Júnior para o Real Madrid.

Neste sábado, ele começou jogando na atividade contra o Bangu. O técnico Maurício Barbieri levou o Flamengo a campo com: Thiago; Pará, Thuler, Rafael Santos e Michael; Romulo, Jean Lucas, Matheus Sávio, Thiago Santos e Marlos Moreno; Lincoln.

 

Logo no primeiro ataque, Lincoln abriu o placar. Minutos depois, ampliou em cobrança de pênalti. Marlos Moreno aproveitou sobra após escanteio da direita e emendou de primeira para marcar um golaço, mas o primeiro tempo era mesmo de Lincoln, que marcou outra vez de pênalti.

 

Na etapa final, Kleber tabelou com Marlos Moreno e tocou para Lincoln fazer mais um. O quinto do atacante aconteceu pouco depois, após bom passe de Geuvânio. Já no fim, Kleber cruzou na cabeça de Reinier, que selou o placar.

 

O Flamengo é o líder do Campeonato Brasileiro, com 27 pontos em 12 partidas, quatro à frente do Atlético-MG, segundo colocado. O time carioca também está nas oitavas de final da Libertadores, na qual encara o Cruzeiro, e nas quartas da Copa do Brasil, contra o Grêmio.

Mais conteúdo sobre:
futebol Lincoln Flamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.