Lincoln vai jogar no Kaiserslautern

A diretoria do Atlético-MG confirmou neste domingo a venda do passe do meia Lincoln para o Kaiserslautern, da Alemanha, por US$ 3,5 milhões (cerca de R$ 8,7 milhões). Segundo o presidente do Conselho Deliberativo do Atlético, Alexandre Kalil, o atleta vinha sendo negociado há mais de um mês, mas os dirigentes alemães fizeram ofertas inferiores ao valor fixado para a transferência. "Nós não cedemos e, embora seja uma tristeza nos desfazermos de um jogador como o Lincoln, fizemos um bom negócio", disse.Com a negociação, o Alvinegro de Minas, que enfrenta graves problemas financeiros - a dívida, somados impostos atrasados e empréstimos, é superior a R$ 70 milhões, deve regularizar salários atrasados e, provavelmente, fortalecer o elenco que disputará o Campeonato Brasileiro, sob o comando de Levir Culpi.De acordo com Kalil, sem Lincoln o Atlético não deve mais negociar o passe do também armador Ramón, que estava atuando pelo Fluminense e foi um dos poucos destaques da seleção brasileira na Copa das Confederações, no Japão. O jogador vinha sendo pretendido por vários clubes, como o próprio Fluminense e também o Botafogo. O time mineiro continua concentrado em São Simão, divisa com São Paulo, preparando-se para o campeonato nacional.

Agencia Estado,

24 de junho de 2001 | 20h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.