Linense bate Novorizontino e se consolida como vice-líder do Grupo B do Paulistão

Equipe de Lins fica cinco pontos à frente do terceiro colocado da chave, o Red Bull

Estadão Conteudo

04 de março de 2017 | 18h50

O Linense conseguiu uma importante virada neste sábado. Jogando no estádio Gilberto Siqueira Lopes, o time de Márcio Fernandes venceu o Novorizontino por 3 a 2 e se manteve na zona de classificação à próxima fase do Grupo B, se consolidando como vice-líder da chave, assim como se afastando um pouco mais da zona da degola. O time da casa ainda atuou durante metade do segundo tempo com um jogador a menos, já que o lateral Thiago Carleto foi expulso neste confronto válido pela sétima rodada.

A segunda vitória consecutiva do time de Lins o fez chegar aos dez pontos no Grupo B, no qual tem à sua frente apenas o São Paulo, que contabiliza 11 e ainda entra em campo neste final de semana. Completando o grupo, o Red Bull Brasil já perdeu para o Palmeiras por 3 a 1 e estacionou nos cinco pontos, igualado com a Ferroviária, que jogará com o São Bento apenas na segunda-feira. Do outro lado, o Novorizontino estaciona nos sete pontos e pode perder posições no Grupo C.

O JOGO

Por abusar da velocidade, o Novorizontino foi frequentemente parado com faltas no campo de ataque, justamente por isso aparecia somente com bolas alçadas. Na primeira vez que conseguiu trabalhar, o time de Júnior Rocha abriu o marcador em Lins. Aos 44 minutos, Nilson dominou de costas para a defesa, girou na meia-lua e achou Everaldo na esquerda. O atacante foi até a linha de fundo e tentou cruzar, mas ela bateu na defesa, passou por cima do goleiro Victor Golas e acabou com Railan, que sozinho testou no segundo pau para balançar as redes.

Mas o intervalo mudou o ânimo do Linense. O técnico Márcio Fernandes aproveitou para conversar com seus comandados e também mexeu no esquema tático, já que abandonou o formato com três atacantes, tirou Thiago Santos e colocou o meia Diego Felipe. A mudança surtiu efeito imediato, já que, logo aos seis minutos, Thiago Humberto carregou bem pelo lado direito e achou Tatá livre. Ele só ajeitou o corpo e bateu na saída de Tom.

Pouco tempo depois, aos 10, o time da casa mandou todos os seus jogadores para a grande área numa falta quase no círculo central do gramado. O levantamento achou Diego Felipe, que completou para o centro da pequena área, onde estava o zagueiro Rodrigo Lobão. Sem marcação, ele só testou firme para o fundo das redes.

Com um volume de jogo muito maior, o Linense ampliou aos 21. Tatá recebeu no meio e lançou nas costas da defesa. Gabrielzinho entrou em velocidade, tocou por cima do goleiro Tom, mas deixou ela escapar muito para o lado direito. O camisa 11 conseguiu alcançar a bola, mas a marcação já estava posicionada dentro da pequena área. Ainda assim ele bateu firme e conseguiu balançar a rede mais uma vez. Mesmo com a vitória, o lateral Thiago Carleto acabou expulso pelo segundo cartão amarelo, aos 22 minutos.

Em superioridade numérica, o Novorizontino voltou a trocar passes no campo de ataque, mas agora encontrava um Linense muito mais compacto a frente da grande área. O segundo gol dos visitantes sairia então de uma jogada individual. Henrique Santos insistiu num cruzamento pela direita e acabou encontrando Roberto livre na marca do pênalti. Com o goleiro já batido, o atacante bateu de chapa com o pé direito contra a meta de Victor Golas.

Os dois times voltam ao gramado na próxima sexta-feira. Em confronto direto entre equipes que lutam contra o rebaixamento, o Linense terá pela frente o São Bento no estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba, às 19 horas. Mais tarde, às 21h05, o Novorizontino receberá a Ferroviária no estádio Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte.


FICHA TÉCNICA

LINENSE 3 X 2 NOVORIZONTINO

LINENSE - Victor Golas; Bruno Moura (Felipe Pereira), Magno Alves, Rodrigo Lobão e Thiago Carleto; Zé Antônio, Pio e Thiago Humberto; Tatá (Bruno Costa), Thiago Santos (Diego Felipe) e Gabrielzinho. Técnico: Márcio Fernandes.

NOVORIZONTINO - Tom; Railan, Domingues, Guilherme Teixeira e João Lucas; Doriva, Roberto, Cléo Silva (Artur) e Henrique Santos (Caíque); Nilson e Everaldo (Henrique). Técnico: Júnior Rocha.

GOLS - Railan, aos 44 minutos do primeiro tempo; Tatá, aos seis, Rodrigo Lobão, aos 10, Gabrielzinho, aos 20, e Roberto, aos 40 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Aurélio Sant'Anna Martins.

CARTÕES AMARELOS - Zé Antônio (Linense); Guilherme Teixeira (Novorizontino).

CARTÃO VERMELHO - Thiago Carleto (Linense).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Gilberto Siqueira Lopes, em Lins (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.