Linense bate o Bragantino e se reabilita no Paulistão

O Linense venceu o Bragantino por 2 a 1, neste sábado, no estádio Gilbertão, em Lins, pela oitava rodada, e conseguiu a reabilitação no Campeonato Paulista. O clima tinha ficado pesado após a goleada sofrida para o Santos por 4 a 1, mas o time de Lins buscou e mereceu a vitória. Agora soma 11 pontos, em 12.º lugar. Do outro lado, o Bragantino, que não perdia há cinco rodadas, continua com 11 pontos, em 11.º, por ter melhor saldo de gols que o adversário: 0 a -1.

AE, Agência Estado

18 de fevereiro de 2012 | 20h40

O técnico Pintado tentou uma nova formação tática no Linense. Abriu mão de atuar com três zagueiros, para a adaptação do lateral Diego Macedo no meio de campo. O time começou bem esperto, quase abrindo o placar em um chute de sem-pulo de Fabão, defendido por Rafael à queima roupa. Aos 14, o Linense fez o seu gol com Makelelê. Ele apareceu na primeira trave e desviou de cabeça o escanteio cobrado por João Henrique.

Após alguns momentos de instabilidade, o Bragantino equilibrou as ações no meio de campo. Pintado perdeu Diego Macedo, machucado, para a entrada de Neto. E Marcelo Veiga, do Bragantino, tirou o volante Éder, advertido com cartão amarelo, para a entrada de Diego Paulista.

O Bragantino passou a chegar no ataque e teve duas chances nos pés de Romarinho, que chutou para fora. Aos 36 minutos, o visitante chegou ao empate. Após jogada de Léo Jaime pelo lado esquerdo, Giancarlo aproveitou o cruzamento e bateu devagar. Mas a bola desviou na defesa e entrou. Foi seu sétimo gol na temporada, artilheiro do Paulistão ao lado de Hernane, do Mogi Mirim, e de William José, do São Paulo.

No retorno para o segundo tempo, Pintado voltou a surpreender. Colocou o atacante Fausto, que vinha de demorada recuperação cirúrgica, para a saída do lateral Marlon. Dessa forma, Neto foi deslocado para o lado direito. Do outro lado, Marcelo Veiga recompôs a marcação com a saída do meia Fernando Gabriel para a entrada do zagueiro Júnior Lopes. Uma troca errada.

Aos sete minutos, o Bragantino quase desempatou. Após cruzamento de Victor Ferraz, Giancarlo desviou e Neto salvou em cima da linha de gol. Mas Marcelo Veiga voltou a errar ao tirar Romarinho, melhor do time, para a entrada de Wellington, com a missão de reforçar a marcação.

Se o Bragantino não queria vencer, o Linense não mostrava capacidade para vencer. Mas fez o gol da vitória em uma falha coletiva da defesa visitante. Tarracha cobrou falta pelo alto. A defesa não cortou, o goleiro Rafael saiu errado e a bola bateu nas pernas de Lenilson.

Os dois times voltam a jogar na próxima quarta-feira, pela nona rodada. O Linense vai receber o Mirassol, enquanto que o Bragantino, em Bragança Paulista, vai enfrentar o São Paulo.

FICHA TÉCNICA

LINENSE 2 x 1 BRAGANTINO

LINENSE - Douglas; Marlon (Fausto), Fabão, Pablo e Tarracha; Elias, Makelelê, Diego Macedo (Neto) e Lenilson; Wellington (Rayner) e João Henrique. Técnico: Pintado.

BRAGANTINO - Rafael; Serginho, André Astorga e Luciano Castán; Victor Ferraz, Éder (Diego Paulista), Cambará, Fernando Gabriel (Júnior Lopes) e Léo Jaime; Romarinho (Wellington) e Giancarlo. Técnico: Marcelo Veiga.

GOLS - Makelelê, aos 14, e Giancarlo, aos 36 minutos do primeiro tempo; Lenilson, aos 35 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Pablo e Neto (Linense); Éder, Cambará, Léo Jaime e Victor Ferraz (Bragantino).

ÁRBITRO - Wilson Luiz Seneme (Fifa).

RENDA - R$ 42.539,00.

PÚBLICO - 3.163 pagantes.

LOCAL - Estádio Gilberto Siqueira Lopes, em Lins (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.