Linense vence, deixa Santo André na lanterna e mantém sonho de seguir na elite

Time de Lins chega aos nove pontos com vitória por 1 a 0, em casa

Estadão Conteúdo

07 Março 2018 | 19h30

O Linense segue com chances de fugir da zona de rebaixamento do Campeonato Paulista após encerrar uma sequência de oito jogos sem vitória. Nesta quarta-feira, no Gilbertão, bateu o Santo André por 1 a 0, em duelo cheio de emoções. Pegorari defendeu um pênalti para o time da casa, cobrado por Aloísio, e Wilson marcou para a equipe de Lins, também em pênalti, chegando vivo para a rodada final do torneio estadual.

+ TEMPO REAL - Novorizontino x Santos

Agora com nove pontos, o Linense segue na zona de rebaixamento, em 15.º lugar, mas com chances de escapar do descenso, ainda que dependendo de outros resultados. Com a derrota, o Santo André caiu para a lanterna da competição, com oito pontos, e ainda completou cinco jogos sem vitórias, com quatro derrotas e um empate. Não depende só de suas forças para escapar da Série A2.

Na última rodada, o Linense decide o futuro contra o Mirassol no estádio José Maria de Campos Maia. Já o Santo André joga com o Novorizontino no estádio Bruno José Daniel. Todos os duelos estão marcados para domingo, às 17 horas.

Com os dois times dependendo do resultado, o jogo começou movimentado em Lins. Aos 13 minutos, Thiago Humberto recebeu de Reginaldo e mandou uma bomba, mas a bola saiu por cima da meta. Com 26, o árbitro marcou pênalti por entender que a bola bateu no braço de Suéliton. Após conversa com o quarto árbitro, Marcelo Aparecido Ribeiro voltou atrás e cancelou o pênalti. Ela, na verdade, tinha explodido no peito do zagueiro.

Em momento de pressão do Linense, Zé Carlos apareceu como grande personagem do primeiro tempo. Com 31 minutos, Eduardo cobrou escanteio, Wilson tentou duas finalizações em cima da marcação e ela sobrou com Matheus Lopes, que soltou o pé, mas o goleiro do Santo André fez uma linda defesa. Com o final da primeira etapa, os visitantes saíram do gramado cansados, mas sem criar nenhuma jogada de perigo.

Foi então que aos quatro minutos do segundo tempo tudo mudou no Gilbertão. Debaixo de chuva, Hugo Cabral tentou a arrancada pela esquerda, passou pela marcação de Adalberto e caiu na grande área. O árbitro entendeu como jogada faltosa e marcou o pênalti. Na cobrança, Aloísio pegou mal na bola e ficou fácil para o goleiro Pegorari defender no canto direito.

No lance seguinte, aos sete, foi a vez do Linense ter um pênalti a seu favor. Wilson recebeu lançamento, tentou dominar e acabou derrubado pelo zagueiro Heliton dentro da grande área. O próprio atacante pediu para bater, deslocou o goleiro Zé Carlos e mandou no ângulo, sem a menor chance para defesa. Atrás no placar, o Santo André se soltou um pouco mais, arriscando jogadas pelas laterais.

Sérgio Soares tirou Heliton e Hallisson, zagueiros, para as entradas do lateral-esquerdo Paulinho e do atacante Joãozinho, buscando uma reação fora de casa. A pressão, porém, era na base da garra e correria, com pouca organização tática. Por isso o goleiro Pegorari pouco trabalhou nos minutos finais, apenas esperando o apito final do árbitro para celeber o triunfo do Linense.

FICHA TÉCNICA

LINENSE 1 X 0 SANTO ANDRÉ

LINENSE - Pegorari; Reginaldo, Adalberto, Matheus Lopes e Eduardo; Marcão Silva, Bileu, Murilo Henrique (Lucas Newiton) e Giovanni (Kauê); Thiago Humberto (Kadu) e Wilson. Técnico: Márcio Fernandes.

SANTO ANDRÉ - Zé Carlos; Douglas Marques, Heliton (Paulinho), Suéliton e Halisson (Joãozinho); Flávio, Dudu Vieira, Aloísio e Garré; Walterson (Lincom) e Hugo Cabral. Técnico: Sérgio Soares.

GOL - Wilson, aos oito minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Reginaldo, Kauê e Eduardo (Linense); Flávio e Garré (Santo André).

ÁRBITRO - Marcelo Aparecido Ribeiro.

RENDA - R$ 16.550.

PÚBLICO - 757 pagantes.

LOCAL - Gilbertão, em Lins.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.