Arquivo/AE
Arquivo/AE

Lippi deve deixar comando da Itália após Copa do Mundo

Treinador planeja finalizar segunda passagem pela seleção italiana e pode voltar a Juventus como dirigente

AE-AP, Agência Estado

30 de março de 2010 | 11h19

O técnico Marcello Lippi indicou que não deve permanecer no comando da seleção da Itália após a disputa do Mundial da África do Sul. O treinador afirmou que Giancarlo Abbate, presidente da Federação Italiana de Futebol, "já sabe o que vou fazer depois da Copa do Mundo".

Nas últimas semanas, foi levantada a possibilidade de Lippi voltar a trabalhar na Juventus, mas dessa vez como dirigente. E o jornal italiano de esportes Gazzetta dello Sport apontou nesta terça-feira Carlo Ancelotti, técnico do Chelsea, e Massimiliano Allegri, do Cagliari, como favoritos da federação para o comando da seleção.

Em 2006, após conquistar o título da Copa do Mundo, Lippi deixou o cargo de técnico da Itália. O treinador, porém, reassumiu o cargo dois anos depois.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolItáliaMarcello Lippi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.