Lippi diz que manterá jogadores experientes na Itália

Apesar das insistentes críticas da imprensa italiana, o técnico Marcello Lippi afirmou neste domingo, após a eliminação da Copa das Confederações, que manterá os jogadores experientes na seleção italiana, atual campeã do mundo.

AE, Agencia Estado

21 de junho de 2009 | 19h40

O treinador vem sendo muito criticado por evitar renovação na equipe, que deverá disputar a Copa do Mundo de 2010 com praticamente os mesmos jogadores titulares da Copa de 2006. "Infelizmente estamos fora e estamos muito tristes. Mas as pessoas do lado de fora devem ficar calmos ao pedir jovens jogadores, porque precisamos de um certo tipo de experiência para estes tipos de jogos", disse, se referindo ao jogo com o Brasil. Os brasileiros venceram por 3 a 0.

"Há jovens jogadores, mas deixem eles ganharem maturidade gradualmente", disse Lippi, reforçando a permanência dos atuais jogadores na seleção. "Estes são os melhores jogadores da Itália. Talvez eles estejam um pouco fora de forma, mas estes são os melhores atletas e eu não vou mudar o time", destacou.

A imprensa italiana tem pedido a convocação dos atacantes Cassano e Mario Balotelli, mas o técnico resiste à mudanças no time. "Você não pode apenas jogar esses jovens atletas em um jogo como esse. Você precisa trazer jovens atletas gradualmente. Se não tivesse machucado o joelho esses dias, o zagueiro Davide Santon (de 18 anos) teria definitivamente jogado hoje".

O técnico também disse que a eliminação precoce da Itália não reflete a real capacidade da seleção atual campeão do mundo. "Não foi projetada uma boa imagem da Itália. Essa imagem não corresponde aos três jogos que fizemos", ressaltou.

Lippi ganhou o apoio dos jogadores em sua insistência de manter os atletas mais experientes no time. Ao fim do jogo, o atacante Luca Toni defendeu o treinador. "Jogamos muito mal. Estamos sem condições físicas nessa época do ano. Mas quero dizer que a Itália de 2006 não acabou. E o Lippi não vai ser maluco de deixar os mais experientes de fora e convocar os mais jovens".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.