Lippi diz que sentiu pesar por cortar Fabio Grosso

O técnico Marcelo Lippi lamentou nesta terça-feira o corte de Fabio Grosso da seleção italiana, em uma pré-lista divulgada de 28 jogadores para a disputa da Copa do Mundo, e admitiu que sentiu pesar ao deixar o lateral-esquerdo de fora.

AE, Agência Estado

18 de maio de 2010 | 16h38

No Mundial de 2006, Grosso foi um dos grandes destaques na campanha do título italiano e marcou, inclusive, o gol de pênalti decisivo na final contra a França. Mas nesta temporada, o lateral não teve bom desempenho com a Juventus.

"Liguei para o Grosso ontem (segunda-feira) e vocês não podem imaginar como me senti mal. Mas precisei fazer isso e tenho de ser honesto. Isso me doeu, como dói para todos os outros 14 jogadores (que venceram em 2006) que tiveram grandes momentos na Alemanha", lamentou o treinador em coletiva de imprensa. "Não posso convocar os jogadores apenas pelo passado".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.