Jewel Samad / AFP
Jewel Samad / AFP

Lista final da seleção argentina para Copa América tem Messi e Agüero

Icardi e Kannemann acabaram cortados da convocação prévia de Lionel Scaloni

Redação, O Estado de S.Paulo

21 de maio de 2019 | 14h04

Com as presenças confirmadas de Lionel Messi e Sergio Agüero, mas sem Mauro Icardi para o ataque e gremista Walter Kannemann para o setor defensivo, a Argentina anunciou oficialmente nesta terça-feira a lista final de 23 convocados para a Copa América, que será realizada no Brasil entre os dias 14 de junho e 7 de junho. 

O técnico Lionel Scaloni cortou dez nomes da lista prévia de 32 atletas anunciados na semana passada e ainda incluiu o defensor Milton Casco, do River Plate, como novidade para o torneio continental. O comandante acabou mantendo nesta listagem derradeira Paulo Dybala, da Juventus, e Matías Suárez e Lautaro Martínez, ambos do River Plate, como outros nomes para o setor ofensivo. Eles estão entre os cinco atacantes confirmados ao lado de Messi, do Barça, e Agüero, do Manchester City.

Já Icardi, da Inter de Milão, e Ángel Correa, do Atlético de Madrid, acabaram sendo descartados por Scaloni, que também optou por não levar o lateral Gabriel Mercado, do Sevilla, e o zagueiro Kannemann, do Grêmio, para o Brasil.

Os outros atletas cortados da lista final pelo treinador da seleção argentina foram os goleiros Juan Musso (Udinese) e Gerónimo Rulli (Real Sociedad), além dos meio-campistas Matías Zaracho (Racing), Gonzalo Martínez (Atlanta United), Maximiliano Meza (Monterrey) e Iván Marcone (Boca Juniors).

Icardi acabou pagando um preço alto pelo período de afastamento da Inter de Milão, que ele voltou a defender recentemente depois de entrar em conflito com o clube durante o processo de renovação do seu contrato. Já Kannemann não entrou na lista final após ter sofrido uma lesão na lombar.

O capitão Messi, o meia-atacante Angel Di María, do PSG, e Agüero são os integrantes convocados da "velha guarda" da seleção argentina que jogou e perdeu três finais seguidas: a da Copa do Mundo de 2014, no Brasil, e das edições de 2015 e 2016 da Copa América.

Na competição que será realizada no Brasil entre junho e julho, a Argentina tentará encerrar um incômodo jejum de 26 anos sem títulos com a sua seleção principal - o último foi o da Copa América de 1993.

Os argentinos integrarão o Grupo B do torneio em solo brasileiro e estrearão no dia 15 de junho, contra a Colômbia, na Fonte Nova, em Salvador. Em seguida, vão encarar o Paraguai no dia 19, no Mineirão, em Belo Horizonte, e fecharão a sua participação na primeira fase no dia 23, contra o Catar, na Arena Grêmio, em Porto Alegre.

Confira a lista final de 23 convocados da Argentina para a Copa América:

Goleiro - Franco Armani (River Plate), Esteban Andrada (Boca Juniors) e Agustín 

Marchesín (América-MEX). 

Defensores - Renzo Saravia (Racing), Nicolás Otamendi (Manchester City), Germán Pezzella (Fiorentina), Walter Kannemann (Grêmio), Nicolás Tagliafico (Ajax), Ramiro Funes Mori (Villarreal), Juan Foyth (Tottenham) e Milton Casco (River Plate). 

Meio-campistas - Leandro Paredes e Ángel Di María (PSG), Giovani Lo Celso (Betis), Exequiel Palacios (River Plate), Guido Rodríguez (América-MEX), Roberto Pereyra (Watford) e Rodrigo De Paul (Udinese).

Atacantes - Paulo Dybala (Juventus), Lionel Messi (Barcelona), Sergio Agüero(Manchester City), Lautaro Martínez e Matías Suárez (River Plate).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.