Peter Powell/EFE
Peter Powell/EFE

Liverpool administra vantagem, empata com Porto e vai às quartas

Goleada por 5 a 0 no jogo de ida transforma o 0 a 0 da volta em mera formalidade

Estadão Conteúdo

06 Março 2018 | 18h50

Depois de ter goleado por 5 a 0 no jogo de ida, o Liverpool apenas administrou a vantagem contra o Porto nesta terça-feira e garantiu vaga para as quartas de final da Liga dos Campeões com um empate sem gols, em casa.

+ TEMPO REAL: Confira como foi o jogo na Inglaterra

+ Real vence, PSG é eliminado e adia o sonho na Liga dos Campeões

O time inglês agora aguarda pelo sorteio dos confrontos da próxima fase, que acontecerá no dia 16, em Nyon, na Suíça, na sede da Uefa. As partidas de ida acontecerão nos dias 3 e 4 de abril e as de volta serão realizadas nos dias 10 a 11.

O Liverpool volta a campo pelo Campeonato Inglês. No sábado terá o clássico contra o Manchester United, fora de casa, em duelo que vale a vice-liderança da competição. O Manchester é o atual segundo colocado com 62 pontos, dois à frente do Liverpool.

Já de olho neste confronto, o técnico Jürgen Klopp mudou de ideia em relação à entrevista concedida no dia anterior e poupou alguns jogadores na partida desta terça-feira. A principal estrela da equipe, Salah, por exemplo, começou no banco de reservas.

Mesmo com o time misto, o Liverpool foi melhor na partida e teve a melhor chance de gol no primeiro tempo. Sadio Mané recebeu livre na área, bateu cruzado e acertou a trave do goleiro Iker Casillas.

O brasileiro Firmino foi titular, mas deixou o campo aos 15 minutos do segundo tempo. O centroavante teve uma chance de gol, na etapa final. Ele recebeu na área, mas demorou para chutar e foi travado pelo zagueiro Felipe, ex-Corinthians.

Salah ainda foi a campo nos 15 minutos finais de partida, mas só para poupar Mané. O destaque na parte final da partida ficou por conta da torcida do Porto que esteve presente no Anfield Stadium. Os torcedores não pararam de cantar e apoiar a equipe que não esboçou forças de reação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.