Rui Vieira/AP
Rui Vieira/AP

Liverpool bate Maribor e se mantém na liderança do Grupo E na Liga dos Campeões

Reds vão a oito pontos com vitória por 3 a 0 sobre equipe da Eslovênia, no estádio Anfield Road

Estadão Conteúdo

01 Novembro 2017 | 19h50

Não foi o massacre esperado. Ainda assim, jogando nesta quarta-feira no estádio Anfield Road, na Inglaterra, o Liverpool confirmou o favoritismo e derrotou o Maribor, da Eslovênia, por 3 a 0, em duelo válido pela quarta rodada do Grupo E da Liga dos Campeões da Europa.

+ TEMPO REAL - Liverpool 3 x 0 Maribor

+ Tottenham passa fácil pelo Real e se garante nas oitavas

Apesar do placar relativamente contido, o Liverpool se manteve na liderança da chave, agora com oito pontos. Logo atrás vem o Sevilla, que superou o Spartak Moscou por 2 a 1 e chegou aos sete. Os russos estão em terceiro com cinco, enquanto que o time esloveno é o lanterna com um. Somente os dois primeiros avançam às oitavas da competição.

A expectativa nesta quarta-feira era de que o Liverpool pudesse aplicar um massacre histórico. Afinal, mesmo jogando em solo esloveno na partida anterior, o time inglês ganhou por um inapelável 7 a 0.

Mas nada de parecido se viu no duelo em Anfield Road. Sem contar com o meia brasileiro Philippe Coutinho, com um problema muscular na coxa, o Liverpool entrou em campo com seus outros destaques como Emre Can, Milner, Salah e Roberto Firmino. E, embora dominasse as ações ofensivas, tinha dificuldades para criar chances reais.

A primeira oportunidade veio apenas aos 20, em cruzamento rasteiro de Firmino que Oxlade-Chamberlain desviou para fora. A jogada se inverteu oito minutos depois: o inglês cruzou, o brasileiro cabeceou e o goleiro Handanovic salvou com uma boa defesa. Foi basicamente tudo o que o Liverpool criou na etapa inicial diante de um surpreendente Maribor.

Tudo mudou, contudo, no início do segundo tempo. Logo aos três minutos, após cruzamento de Alexander-Arnold, o atacante egípcio Mohamed Salah desviou com classe e abriu o placar para o Liverpool.

Apenas dois minutos depois, Firmino fez jogada espetacular: deu um drible de letra, entre as pernas do adversário, e foi derrubado dentro da área. Mas, na cobrança do pênalti, Milner bateu no canto e Handanovic defendeu.

As chances desperdiçadas, então, se sucederam até os 18 minutos, quando Emre Can tabelou e finalizou rasteiro, da entrada da área, agora sem chances para o goleiro do time esloveno.

Com a vitória praticamente sacramentada, o Liverpool segurou o ímpeto, aumentou a troca de passes no meio-campo e aguardou o apito final. Ainda assim, conseguiu ampliar já nos acréscimos, com Sturridge.

Ainda nesta quarta-feira, também jogando em casa, o Sevilla obteve importante resultado ao derrotar o Spartak Moscou por 2 a 1. O zagueiro francês Clément Lenglet, aos 30 minutos do primeiro tempo, e o meia argentino Banega, aos 14 da etapa final, marcaram os gols que deixaram o time espanhol na segunda colocação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.