David Klein / Reuters
David Klein / Reuters

Liverpool decepciona, leva 3 do Watford e perde a 1ª no Inglês

Líder é surpreendido pelo vice-lanterna, fora de casa, e deixa de bater marcas históricas

Redação, O Estado de S.Paulo

29 de fevereiro de 2020 | 16h53

A invencibilidade do Liverpool no Campeonato Inglês chegou ao fim neste sábado. O time comandado por Jürgen Klopp decepcionou seus torcedores ao sofrer uma dura derrota para o Watford, que começou a rodada na penúltima colocação, pelo placar de 3 a 0, fora de casa.

Com a derrota (a última havia sido registrada em janeiro de 2019), o Liverpool perdeu a chance de estabelecer novo recorde de vitórias consecutivas no Inglês. O time só precisava de mais um triunfo para superar os 18 seguidos do Manchester City na temporada 2017-2018. A equipe de Klopp também tentava alcançar o recorde de invencibilidade, que é do Arsenal, com 49 jogos, atravessando duas temporadas. O Liverpool somava 44 até ser batido neste sábado.

No total, foi apenas a quarta derrota da equipe inglesa na temporada. Mas a segunda nos últimos três jogos, somando outras competições. O outro revés recente aconteceu diante do Atlético de Madrid, pelo placar de 1 a 0, pela Liga dos Campeões - o jogo da volta será no dia 11 de março, no Anfield.

O revés, contudo, não atrapalha as pretensões do Liverpool no Inglês. O time segue com ampla vantagem na tabela, com 79 pontos. Na prática, precisa de mais quatro vitórias para assegurar o título com tranquilidade, sem depender de mais nenhum resultado. O vice-líder Manchester City soma 57 e não entrará em campo neste fim de semana pelo Inglês. Já o Watford chegou aos 27 pontos e deixou a zona de rebaixamento.

Com somente o meia Henderson de desfalque, o Liverpool fez sua pior apresentação da temporada neste sábado. Jogou sem sua conhecida intensidade, exibindo até certa lentidão, tornando-se previsível ao longo dos 90 minutos.

No início do jogo, abusou das falhas na defesa. O zagueiro Van Dijk salvou a equipe pelo menos duas vezes. Eram muitos os erros de passe e de marcação. No ataque, criou raras chances. Já o Watford, que fazia exibição quase impecável, desperdiçou duas chances incríveis em sequência nos instantes finais do primeiro tempo. No lance, Alisson falhou, mas compensou rapidamente o erro com bela defesa na sequência.

No segundo tempo, o goleiro brasileiro voltou a trabalhar logo no primeiro minuto ao defender chute perigoso de Sarr. O Liverpool acertou seu primeiro chute a gol apenas aos sete minutos do segundo tempo, em lance iniciado por Van Dijk e cruzamento rasteiro de Robertson para Salah.

No minuto seguinte, a resposta do Watford foi fatal. Após cobrança de lateral na área, Abdoulaye Doucoure agiu rápido e cruzou na pequena área para Sarr completar para as redes.

O Watford chegou ao segundo gol novamente a partir de uma cobrança de lateral, desta vez ainda na defesa. A bola chegou a percorrer a linha lateral antes do lançamento de Troy Deeney para Sarr, que invadiu a área e bateu com categoria na saída de Alisson: 2 a 0.

A sequência de erros culminou em falha incomum de Alexander-Arnold, considerado por muitos o melhor lateral-direito do mundo. Aos 26, ele recuou mal para Alisson, Sarr aproveitou a roubada de bola para acionar rapidamente Deeney, que bateu para o gol aberto, com facilidade.

Nos minutos finais, o Watford ainda teve chance de ampliar a vantagem, mas Sarr errou finalização da entrada da área, aos 40. Do outro lado, o Liverpool, mesmo após mudanças (com as entradas de Origi, Lallana e Minamino), seguiu perdido em campo, longe de suas melhores exibições.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.