Liverpool é campeão da Supercopa

O Liverpool derrotou o CSKA Moscou, de virada, na prorrogação, por 3 a 1, nesta sexta-feira, e conquistou o título da Supercopa da Europa pela terceira vez em sua história. O confronto entre o campeão da Liga dos Campeões (Liverpool) e da Copa da Uefa (CSKA) realizado em Mônaco, foi equilibrado até quase o final. O time russo abriu a contagem com o brasileiro Daniel Carvalho aos 28 minutos do primeiro tempo, depois de um passe perfeito de Vágner Love. Mas no segundo tempo, brilhou a estrela de Cissé. O francês empatou a partida aos 37 minutos, levando o jogo para a prorrogação. Aos 12 do tempo extra, ele marca de novo e vira o placar: 2 a 1. Não satisfeito, Cissé deu o passe para o terceiro gol inglês, marcado por Luis Garcia, aos 4 do 2º tempo da prorrogação. O Liverpool havia conquistado a Supercopa nos anos de 1977 e 2001. A partida, disputada no estádio Louis II de Mônaco, diante de aproximadamente 17 mil espectadores, alternou momentos muito bons e de baixo nível técnico. Os ingleses começaram dominando, mas cairam de produção e o CSKA se aproveitou. O primeiro gol surgiu com a dupla brasileira. Aos 28 minutos Vágner recebe no meio e lança Daniel Carvalho, que entrava em diagonal pela esquerda. Daniel bateu na saída do goleiro para fazer 1 a 0. Dudu Cearense o terceiro brasileiro do time russo, entrou na segunda etapa. Depois de levar o gol, o Liverpool acordou e passou a pressionar. Só que errava seguidamente nas conclusões das jogadas de ataque. O time inglês continuou mal no segundo tempo. Errava passes em excesso e criava poucas oportunidades de gol. Até que aos 34 minutos, o técnico espanhol Rafael Benítez colocou o francês Cissé em campo no lugar de Hiise. A mudança fez toda a diferença. Três minutos depois de entrar, o francês deixou sua marca: ele aproveitou um erro do goleiro Akinfeev e do zagueiro Ignashevich dentro da área, para arrancar o empate e levar a partida para a prorrogação. No tempo extra, o time inglês voltou a mostrar o mesmo poder de reação que lhe deu o título da Liga dos Campeões da Europa. Aos 12 minutos, Cissé contou a ajuda da sorte para virar o placar. Ele escapou dos marcadores e, livre de marcação, surgiu sozinho diante do gol russo. Só que chutou no peito do goleiro. Para sua sorte, no entanto, consegue pegar a bola rebatida e fazer 2 a 1. Aos quatro minutos do segundo tempo da prorrogação, o Liverpool aproveitou o desânimo dos russos para fechar o placar. Cissé vai à linha de fundo, pela direita e cruza alto para o meio daárea. Livre de marcação, Luis Garcia só tem o trabalho e tocar de cabeça e fazer 3 a 1. Era o terceiro título da Supercopa para a coleçao do Liverpool.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.