Paul ELLIS / AFP
Paul ELLIS / AFP

Liverpool faz três no segundo tempo, vence Cardiff e avança na Copa da Inglaterra

Adversário na próxima fase será o Norwich, que garantiu a vaga no sábado, quando venceu o Wolverhampton

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de fevereiro de 2022 | 12h01

Ainda sem Salah e Mané, finalistas da Copa Africana das Nações, o Liverpool venceu o Cardiff por 3 a 1 neste domingo, no Anfield, pela quarta fase da Copa da Inglaterra, e garantiu vaga nas oitavas de final. Depois de um primeiro tempo morno, o time comandado por Jürgen Klopp acordou na etapa final, já com a presença do estreante Luis Díaz em campo, e construiu o triunfo com gols de Diogo Jota, Minamino e do garoto Harvey Elliot, de volta aos gramados após cinco meses parado. Colwill marcou o único dos visitantes.

O adversário na próxima fase será o Norwich, que garantiu a vaga no sábado, quando venceu o Wolverhampton por 1 a 0. As chaves foram definidas em sorteio realizado na manhã deste domingo, mas as datas das partidas ainda não foram divulgadas.

Em campo, o Liverpool dominou a posse de bola desde o início do primeiro tempo, mas esbarrou em um sistema defensivo bem organizado e teve muita dificuldade em encontrar espaços, por isso teve poucas oportunidades de abrir o placar. Do outro lado, o Cardiff conseguiu levar perigo em jogadas pontuais de contra-ataque, não aproveitadas na hora da conclusão.

A história mudou no segundo tempo, quando, enfim, o time de Klopp fez valer o favoritismo. Ainda aos sete minutos, Diogo Jota tirou o zero do placar, de cabeça, após cobrança de falta de Alexander-Arnold. A partir daí, a brava resistência do Cardiff sucumbiu e os espaços apareceram cada vez mais, até Minamino marcar o segundo, em um chute de chapa, completando boa jogada do colombiano Luis Díaz, novo reforço anunciado há uma semana e estreante do dia.

Já o terceiro gol foi marcado por Harvey Elliot, que recebeu na área, de costas para o goleiro, e girou rápido, batendo firme na bola para colocá-la na rede, aos 30 minutos. O jovem de 18 anos entrou no lugar de Keita, aos 11, e encerrou um período de cinco meses sem jogar após muita luta para se recuperar de uma lesão grave no tornozelo. Diante desse cenário, o gol coroou o retorno perfeito e emocionou o jogador.

O Cardiff ainda teve um lampejo de reação perto do final da partida, ao diminuir o placar com um gol marcado por Colwill, aos 34. No fim das contas, não conseguiu pressionar e viu o Liverpool continuar com boa presença no ataque até o apito final.

Tudo o que sabemos sobre:
Liverpool Football ClubJurgen Klopp

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.