Liverpool finaliza venda para donos do Boston Red Sox

Acordo foi fechado em 300 milhões de libras, mesmo contra a vontade dos antigos donos

AE, Agência Estado

15 de outubro de 2010 | 13h27

A venda do Liverpool foi finalmente finalizada nesta sexta-feira, após os antigos donos, os empresários norte-americanos Tom Hicks e George Gillett Jr., terem desistido da briga judicial. Assim, um comunicado oficial divulgado pelo clube inglês confirmou que está fechado o negócio com o grupo New England Sports Ventures (NESV), que já possui nos Estados Unidos o famoso time de beisebol Boston Red Sox.

Veja também:

linkDonos retiram ação que barrava venda do Liverpool

Hicks e Gillett tinham comprado o Liverpool no começo de 2007, por cerca de 220 milhões de libras (em torno de 588 milhões de reais). Mas, durante a administração deles, o clube inglês se afundou em dívidas, o que os obrigou a colocar o negócio à venda em abril deste ano. Agora, o acordo com o grupo NESV foi fechado em 300 milhões de libras (cerca de US$ 475 milhões), mesmo contra a vontade dos antigos donos, que acharam o valor muito baixo.

Mesmo pressionados por dívidas que chegam a 285 milhões de libras (aproximadamente 762 milhões de reais), Hicks e Gillett estavam lutando judicialmente contra a venda, que já tinha sido aprovada pela diretoria do Liverpool. Mas os empresários norte-americanos retiram nesta sexta-feira a ação judicial na corte do Texas, nos Estados Unidos, abrindo caminho para fechar o negócio. Eles, no entanto, exigem compensação financeira de US$ 1,6 bilhão (cerca de R$ 2,7 bilhões).

"Completamos com sucesso o processo de venda, que foi difícil e longo. A administração do clube decidiu aceitar a oferta do NESV. É um ótimo negócio, que resolve o problema das dívidas e deve dar aos funcionários, jogadores e torcedores a confiança de que o futuro do Liverpool está garantido", anunciou o presidente do clube, Martin Broughton, que enfrentou uma batalha com os antigos donos para fechar negócio.

"Em nome do NESV, gostaria de dizer que estou incrivelmente orgulhoso de confirmar que somos os novos donos do Liverpool", comemorou o principal acionista do grupo, John Henry. "Nosso primeiro objetivo é recuperar a grandeza do clube dentro e fora do campo por um longo período. Estamos compromissados com a vitória. E gostaríamos de dizer aos torcedores do Liverpool que essa é a nossa filosofia de trabalho."

Gigante do futebol mundial, o Liverpool é recordista de títulos do Campeonato Inglês - ganhou 18 vezes, mesmo número do Manchester United - e também conquistou a Liga dos Campeões da Europa em cinco oportunidades. Mas, diante das dívidas e do conturbado processo de venda, vem fazendo uma temporada péssima, ocupando a zona de rebaixamento no torneio nacional e lutando por classificação na Liga Europa.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolLiverpoolBoston Red Sox

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.