Liverpool goleia o Arsenal e se aproxima dos líderes na Inglaterra

Equipe chega aos 50 pontos, cinco atrás do Arsenal

AE, Agência Estado

08 de fevereiro de 2014 | 12h48

LIVERPOOL - Talvez nem o mais otimista torcedor do Liverpool imaginasse que a equipe fosse capaz de jogar tão bem. O estádio de Anfield Road viu neste sábado uma aula de futebol durante os primeiros 20 minutos do clássico contra o Arsenal, tempo suficiente para o Liverpool marcar quatro gols sobre o líder do Campeonato Inglês e encaminhar uma goleada histórica por 5 a 1.

A goleada surpreende por uma série de motivos, principalmente pelo lado do Arsenal, que vinha de nove jogos sem derrotas, período em que conseguiu oito vitórias. A equipe também tinha a segunda melhor defesa da competição, com 21 gols sofridos em 24 partidas. Apesar disso, é a segunda goleada sofrida pelo clube no Inglês, uma vez que levou 6 a 3 do Manchester City, em dezembro.

Do lado do Liverpool, esta é a terceira goleada do campeonato sobre times de Londres. Na temporada, a equipe vermelha já havia feito 5 a 0 no Tottenham e 4 a 1 no West Ham. Há 10 dias o Liverpool também havia se saído muito bem no clássico contra o Everton, vencendo por 4 a 0.

Com a vitória, foi a 50 pontos, ainda no quarto lugar. O Arsenal, com 55, caiu para a segunda posição, sendo ultrapassado pelo Chelsea, que venceu o Newcastle por 3 a 0 e assumiu a ponta, com 56 pontos. O Manchester City, que empatou com o Norwich, tem 54.

O JOGO

Neste sábado, os dois primeiros gols foram marcados pelo zagueiro Martin Skrel, aproveitando lances de bola parada. Ainda no primeiro minuto, marcou após falta levantada na área. Aos 10, cabeceou no ângulo o escanteio batido por Gerrard.

Depois foram mais dois gols de contra-ataque, aproveitando roubadas de bola no meio campo. Aos 16, Sterling marcou. Quatro minutos depois, Philippe Coutinho deu para Sturridge marcar.

O primeiro tempo poderia ter terminado com uma goleada ainda mais histórica se o Liverpool não desperdiçasse diversas chances, inclusive com um chute na trave. Na segunda etapa, aos 7, Sterling chutou em cima do goleiro Szczesny, mas marcou no rebote. O Arsenal só descontou de pênalti, com Arteta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.