Carl Recine/Reuters
Carl Recine/Reuters

Liverpool sofre, mas vira sobre o Bournemouth e se reabilita no Campeonato Inglês

Depois de perder três dos últimos quatro jogos, time de Jurgen Klopp fica a três vitórias do título nacional inédito na era Premier League

Redação, Estadão Conteúdo

07 de março de 2020 | 11h32

Depois de perder três dos últimos quatro jogos, o Liverpool virou sobre o Bournemouth em confronto válido pela 29ª rodada do Campeonato Inglês e venceu por 2 a 1 na manhã deste sábado, em casa. Mohamed Salah e Sadio Mané fizeram os gols mandantes, enquanto Callum Wilson abriu o placar para os visitantes.

O resultado positivo deixa o Liverpool a três vitórias do título nacional inédito na era Premier League. O time comandado pelo técnico alemão Jurgen Klopp agora soma 82 pontos, 25 pontos à frente do segundo colocado Manchester City, que tem dois jogos a menos.

Já o Bournemouth segue brigando contra o rebaixamento: com a derrota, a equipe de Eddie Howe estaciona nos 27 pontos e fica na antepenúltima posição da tabela, no 18º posto. Com duas partidas a menos, o Aston Villa soma 25, quatro a mais que o lanterna Norwich City, que ainda entra em campo na rodada.

A vitória vermelha, porém, não tem efeito somente no Campeonato Inglês. Com o triunfo, o hexacampeão europeu ganha moral para o jogo de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa, em casa, diante do Atlético de Madrid. Na Espanha, o time inglês perdeu por 1 a 0.

Entretanto, a virada sobre a Bournemouth foi suada. Além de sair em desvantagem, o Liverpool quase tomou o empate no segundo tempo, mesmo jogando em casa diante de um dos três piores times do Campeonato Inglês. De todo modo, a vitória foi construída ainda no primeiro tempo.

A etapa inicial, aliás, já começou com polêmica. Aos oito minutos, Wilson fez 1 a 0 para os visitantes, após roubar a bola, iniciar jogada e completar para a rede já dentro da pequena área. Os donos da casa, porém, reclamaram de falta do atacante inglês sobre o zagueiro e compatriota Joe Gomez no desarme.

Apesar das efusivas reclamações de Klopp, a arbitragem confirmou o gol do Bournemouth, que seguiu melhor na partida e criou mais chances. Entretanto, a partir da metade do primeiro tempo, o Liverpool passou a comandar as ações. Tanto que, aos 24, veio o empate: Mané pressionou a saída de bola adversária, roubou a posse e tocou para o lado, achando Salah dentro da área. O ponta egípcio concluiu a jogada com um chute preciso no canto, sem chances para o goleiro.

Daí em diante, o Liverpool fez pressão e conseguiu a virada logo na sequência. Foi aos 32, em mais uma jogada rápida: o zagueiro holandês Virgil van Dijk interceptou a bola no meio de campo e lançou em profundidade para Mané. O ponta senegalês também foi preciso e fez 2 a 0.

No segundo tempo, os donos da casa seguiram superiores, mas quase cederam o empate ao Bournemouth. Aos 15, Ryan Fraser recebeu lançamento longo e tocou por cima do goleiro Adrián, só que James Milner se jogou para evitar o tento visitante quase em cima da linha do gol.

No decorrer da partida, os anfitriões aumentaram a eficiência defensiva e seguiram levando perigo na frente. Entretanto, não foram capazes de fazer mais um, embora não tenham corrido riscos. Mané chegou a carimbar a trave, mas o placar ficou no 2 a 1 em Andield. Antes do apito final, porém, o Liverpool quase cedeu o empate novamente. Aos 44, Wilson recebeu livre dentro da área, mas se enrolou todo na hora de empurrar para o gol. A sorte do atacante é que o impedimento já havia sido marcado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.