Glyn Kirk/AFP
Glyn Kirk/AFP

Liverpool sofre para derrotar o Southampton de virada e retoma a ponta do Inglês

Resultado deixa a equipe de Salah na liderança com 82 pontos, dois a mais que o Manchester City, que joga neste sábado

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de abril de 2019 | 19h12

O Liverpool sofreu muito para confirmar o seu favoritismo, mas retomou a liderança do Campeonato Inglês ao vencer o Southampton por 3 a 1, de virada, nesta sexta-feira, no campo do adversário, pela 33ª rodada da competição.

Com o resultado, o time do técnico Jürgen Klopp chegou aos 82 pontos, contra 80 do Manchester City, que tem um jogo a menos e neste sábado joga a semifinal da Copa da Inglaterra diante do Brighton, no estádio de Wembley, em Londres.

Por causa deste compromisso, a equipe dirigida por Pep Guardiola só voltará a atuar pelo Inglês no próximo dia 14, contra o Crystal Palace, como visitante. No mesmo dia, o Liverpool vai encarar o Chelsea, em casa, no seu desafio seguinte pela competição.

Apesar da enorme diferença de desempenho entre as equipes no campeonato, o Southampton não se limitou a se defender diante do poderoso Liverpool. Aos 9 minutos, em jogada pela esquerda, a bola sobrou limpa para Shane Long, que não deu chance de defesa para o brasileiro Alisson. Aos 23, Pierre Hojbjerg quase ampliou para o time da casa.

Em um fraco primeiro tempo, o Liverpool colecionou poucas chances de gol. Na melhor delas saiu o gol de empate, mas só aos 36 minutos. Após forte pressão, Trent Alexander-Arnold cruzou da direita, Naby Keita subiu e cabeceou no chão. O goleiro Angus Gunn não foi bem no lance e a bola acabou entrando no gol.

Lutando para fugir das últimas colocações, o Southampton voltou para a etapa final com o mesmo entusiasmo do primeiro tempo. Em oito minutos, teve duas boas chances. A primeira surgiu em jogada individual de Redmond, enquanto a segunda ocorreu por meio de um belo chute de Shane Long.

O Liverpool tentava de todas as formas virar o jogo, mas faltava inspiração. Roberto Firmino teve algumas oportunidades, mas falhou em pelo menos três finalizações. O técnico alemão Jürgen Klopp não conseguia conter o desespero a cada jogada fracassada.

O erro do Southampton, porém, foi achar que poderia jogar de igual para igual contra um dos melhores times da Europa. Aos 34 minutos, após um escanteio, a defesa do Liverpool roubou a bola e lançou Salah. O egípcio correu metade do campo, aproveitou a falta de combate da zaga do adversário e bateu da entrada da área para virar o placar. O egípcio festejou o gol como um título e até tirou a camisa.

Desesperado, o Southampton partiu ainda mais para o ataque e sofreu novo contragolpe que definiria o placar final do duelo. Desta vez, quem recebeu o lançamento foi Firmino. O centroavante levou a bola até a linha de fundo e cruzou na medida para Henderson só ter o trabalho de empurrar para o gol: 3 a 1.

A derrota para o Liverpool fez o Southampton estacionar na 16ª posição, com 33 pontos, mas a vantagem em relação ao Cardiff, 18º e primeiro time da zona de rebaixamento, ainda é de cinco pontos depois de a equipe galesa ter sido derrotada pelo Manchester City por 2 a 0, na última quarta-feira, fora de casa.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.