Glyn Kirk / AFP
Glyn Kirk / AFP

Liverpool vence mais uma e abre 19 pontos de vantagem no Inglês

Time de Jürgen Klopp passa fácil pelo West Ham em jogo atrasado, fora de casa, e amplia folga sobre o City

Redação, O Estado de S.Paulo

29 de janeiro de 2020 | 19h24

Em jogo atrasado do Campeonato Inglês, nesta quarta-feira, o Liverpool manteve sua rotina de vitórias e abriu a incrível diferença de 19 pontos para o Manchester City, vice-líder da tabela. A vantagem foi ampliada com a vitória sobre o West Ham, por 2 a 0, fora de casa, em partida válida pela 18ª rodada.

O confronto estava agendado inicialmente para dezembro, mas acabou sendo adiado em razão de choque de datas com o Mundial de Clubes da Fifa, conquistado pelo Liverpool, em final contra o Flamengo, no Catar. O novo triunfo levou a equipe do técnico Jürgen Klopp aos 70 pontos, com 23 vitórias, um empate e nenhuma derrota. Em segundo lugar, o Manchester City tem 51. Já o West Ham tem apenas 23 pontos e ocupa o 17º lugar, na beira da zona de rebaixamento.

Após tropeçar no fim de semana, com os reservas, em duelo da Copa da Inglaterra, o Liverpool voltou a contar com força total nesta quarta. A única exceção foi Sadio Mané, lesionado. Assim, Origi compôs o ataque com Roberto Firmino e Salah. O meio-campo teve Wijnaldum, Henderson e Oxlade-Chamberlain.

Com esta formação, o Liverpool manteve seu DNA ofensivo e, como de costume, não deu muitas chances ao rival. A primeira boa chance veio com o lateral Robertson aos 23 minutos. Sua finalização rasteira passou rente ao pé da trave. Dez minutos depois, Firmino iniciou boa jogada na pequena área e acionou Origi, que sofreu falta (quase dupla) dentro da área. O árbitro anotou o pênalti e Salah converteu a cobrança.

No segundo tempo, a vantagem aumentou aos seis minutos. Em rápido contra-ataque, Salah disparou pelo meio e acertou lindo passe de trivela para Oxlade-Chamberlain, que invadiu a área e bateu na saída do goleiro. Mais tarde, aos 21, Origi arriscou chute rasteiro, pela direita, e exigiu boa defesa do goleiro Fabianski.

Na sequência, Klopp colocou em campo os volantes Fabinho e Naby Keita, ambos voltando de lesão, e o jovem Curtis Jones. O Liverpool, então, perdeu um pouco de terreno no jogo e até levou um susto aos 25, quando Arnold acertou a trave e quase fez gol contra. A resposta veio com Salah, que carimbou a trave do West Ham, em finalização da entrada da área.

Com o apito final, o Liverpool alcançou aproveitamento de 97% dos pontos disputados no Inglês até agora. O time venceu todas as equipes da competição na temporada, atingindo 41 jogos de invencibilidade no Inglês. A série só está atrás da campanha do Arsenal de 2003-04, com 49 jogos sem derrota. O Liverpool não perde na competição desde o dia 3 de janeiro de 2019.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.