Ian Kington/AFP
Ian Kington/AFP

Liverpool supera o Arsenal e encosta no líder Manchester City no Inglês

Time de Jurgen Klopp é o segundo colocado e iguala o rival de Pep Guardiola em número de jogos, mas fica apenas um ponto atrás

Redação, Estadão Conteúdo

16 de março de 2022 | 19h50

O Liverpool está mais vivo do que nunca na briga pelo título do Campeonato Inglês. O time de Jurgen Klopp venceu o clássico contra o Arsenal por 2 a 0 nesta quarta-feira e colou de vez no Manchester City, passando a depender apenas de si para ficar com o troféu. O jogo atrasado da 27ª rodada aconteceu no Emirates Stadium.

O time vermelho de Liverpool é o segundo colocado e iguala o Manchester City em número de jogos, além de estar a apenas um ponto do rival. O Liverpool possui 69 pontos, contra 70 da equipe de Manchester, e também alcança a surpreendente marca de nove vitórias consecutivas no Campeonato Inglês. Com o triunfo, o Liverpool deixa de depender de outros resultados para ultrapassar o rival Manchester City, já que os dois times se enfrentarão no próximo dia 10 de abril, em duelo que pode definir o título inglês. O City chegou a estar com uma vantagem de 14 pontos para o Liverpool.

A derrota é muito ruim para o Arsenal, diante da acirrada disputa pela Liga dos Campeões. O time de Mikel Arteta é o quarto colocado, com 51 pontos, e possui jogos a menos que seus rivais na disputa pelo objetivo europeu.

Salah treinou por apenas um dia após a lesão no jogo contra o Brighton & Hove Albion e começou a partida no banco de reservas. No lado do Arsenal, zero mudanças. O técnico Mikel Arteta repetiu exatamente a mesma escalação inicial pelo quarto jogo consecutivo, com o brasileiro Gabriel Martinelli ganhando de vez a posição de Smith Rowe.

O Liverpool começou o jogo pressionando, com uma sequência de escanteios no campo de ataque. Van Dijk cabeceou firme em um deles e Ramsdale fez ótima defesa. O jogo ficou muito disputado nos minutos seguintes e o Arsenal conseguiu igualar o nível da partida. O time de Londres chegou com perigo em um bom cruzamento de Gabriel Martinelli.

A forte marcação dos dois times prevaleceu durante a primeira etapa e nenhum gol foi marcado. No último lance do primeiro tempo, Sadio Mané foi lançado e conseguiu finalizar apesar da marcação apertada de Gabriel Magalhães. O senegalês mandou a bola por cima do gol.

A volta do primeiro tempo teve gol de Sadio Mané logo no primeiro minuto, que foi anulado por impedimento. Destaque do Arsenal no jogo, Gabriel Martinelli respondeu em uma grande jogada, dando uma caneta no jogador adversário pela linha de fundo. O Arsenal seguiu bem e ficou muito perto de marcar com Lacazette, mas foi impedido por Alisson.

Diante de um grande jogo do Arsenal, foi o Liverpool quem marcou. Diego Jota recebeu ótima enfiada de bola de Thiago aos 9 minutos e finalizou no canto do gol de Ramsdale para fazer 1 a 0. O atacante português deixou o campo um lance após marcar, para a entrada de Roberto Firmino. Salah também entrou em campo no lugar de Luis Diaz.

A substituição de Jurgen Klopp surtiu efeito. De volta ao time, Roberto Firmino brigou pela bola no ataque e apareceu na área para completar, de letra, cruzamento de Robertson. O brasileiro fez 2 a 0 aos 16 minutos. O Arsenal seguiu lutando e conseguiu uma chance clara de gol em chute cruzado de Gabriel Martinelli já na reta final, que foi para fora.

Agora o Liverpool volta as atenções para a Copa da Inglaterra, pela qual enfrenta o Nottingham Forest no próximo domingo. Pelo Campeonato Inglês, o próximo adversário do time de Klopp será o Watford. O Arsenal volta a campo já no sábado para enfrentar o Aston Villa, de Philippe Coutinho, na liga nacional.

TOTTENHAM VIVO NA BRIGA

O Tottenham é mais um clube a se manter vivo na disputa pela quarta vaga para a próxima Liga dos Campeões. O time de Antonio Conte venceu o Brighton & Hove Albion fora de casa por 2 a 0 e encostou na disputa pela competição europeia. Os londrinos possuem 48 pontos e estão em sétimo, a três pontos do Arsenal, quarto colocado no momento. O Brighton é o 13º, com 33 pontos e vive péssima fase, com seis derrotas consecutivas.

O Tottenham abriu o placar no primeiro tempo. Son fez bela jogada, tocou para Kulusevski, que finalizou e Romero desviou para o gol. O segundo gol do Tottenham saiu no início do segundo tempo, com gol em contra-ataque rápido. Bentancur partiu em velocidade e deu passe em profundidade para Harry Kane finalizar tirando do goleiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.