Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Livro põe em xeque símbolo da Ferrari

Há quem diga que é verdade e quem questiona: o cavalinho rampante, marca registrada da Ferrari, é na realidade uma égua rampante. Enzo Ferrari ou a adotou no fim da Primeira Guerra Mundial. A mãe do ás italiano da aviação Francesco Baracca, que ou a tinha pintado em sua aeronave, pediu a Enzo Ferrari para passar a usá-lo ou usá-la em seus carros depois da morte do filho, em combate. O comendador aceitou. Segundo o livro "Cavallino Rampante", do jornalista Roberto Denti, lançado recentemente, apenas as éguas levantam o rabo, como a do símbolo, quando empinam. Enzo até sabia disso também, segundo teria confidenciado ao jornalista italiano Gianni Brera, já falecido. E pedira que Brera jamais publicasse. Afinal, era uma fêmea. Tudo se passa ainda antes da metade no século passado. Mais: a Porsche também usa uma égua no seu emblema. A bela história está no livro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.