Sátiro Sodré/Divulgação
Sátiro Sodré/Divulgação

Lodeiro pede mais regularidade ao time do Botafogo

Time está se preparando para o duelo com o Unión Española, pela Libertadores

Agência Estado

26 de março de 2014 | 19h44

RIO - O Botafogo vive uma espécie de pré-temporada obrigatória depois da eliminação precoce no Campeonato Carioca. Assim, os jogadores estão aproveitando os treinamentos para aprimorar a parte física e técnica para o próximo jogo da Libertadores, marcado para o dia 2 de abril, contra a Unión Española, no Maracanã. Caso vença, o time carioca poderá garantir antecipadamente a classificação para a fase seguinte da competição.

Um dos destaques do Botafogo na temporada, o meia uruguaio Lodeiro chama a atenção para a importância do jogo da semana que vem. Ele pediu regularidade aos companheiros dentro de campo. "Vamos tratar como final. Jogo de Libertadores é sempre muito forte e competitivo. Todos os times querem vencer ou pegar pontos fora de casa. Falta para o nosso time ser mais regular durante o jogo", avisou.

Lodeiro, inclusive, confessou não estar satisfeito com o futebol que tem apresentado no Botafogo nesta ano e ressaltou que está aproveitando o período prolongado de treinos para se aperfeiçoar. "Tenho muitos altos e baixos. Quero ser um pouco mais regular, ficar na mesma linha. Estou treinando e procurando fazer o melhor para ter uma temporada melhor que a de 2013. Espero fazer um bom Brasileirão e melhorar, é o objetivo", explicou.

Ele aproveitou para ressaltar a importância da torcida apoiando dentro de casa e fez uma convocação para o próximo jogo. "A torcida está fazendo a parte dela, nós, a nossa. É um conjunto. Estamos conseguindo que a torcida esteja conosco, é importante. É um prazer jogar com o Maracanã lotado. Aproveito também para dizer ao torcedor que continue apoiando, porque ele é muito importante para nós ao fazer a parte dele", concluiu Lodeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.