Londrina bate Vila Nova fora e segue na briga por lugar no G4 da Série B

Vitória por 2 a 1 em Goiânia deixa paranaenses com 42 pontos

Estadão Conteúdo

24 de setembro de 2016 | 18h50

O Londrina venceu o Vila Nova por 2 a 1, neste sábado, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, e segue na briga por um lugar no G4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Com os resultados da 27.ª rodada, o time paranaense chegou aos 42 pontos e ganhou posições na tabela de classificação. Já a equipe goiana está em 11.º lugar, com 37.

Pela 28.ª rodada da Série B, a equipe paranaense volta a campo no próximo sábado para encarar o Oeste, em Londrina (PR). Na sexta-feira, o Vila Nova enfrentará o lanterna Sampaio Corrêa, em São Luís.

No duelo deste sábado, os anfitriões começaram melhor e pressionaram o adversário nos 15 minutos iniciais. Aos dois minutos, Moisés saiu na frente da zaga e chutou para a defesa de Marcelo Rangel. Aos quatro, Fabinho bateu cruzado e tirou tinta da trave esquerda. Aos 13, outra chance para Moisés e nova defesa de Marcelo Rangel.

Acuado em seu campo, o time paranaense aos poucos equilibrou as ações no meio de campo, porém pouco chegou ao ataque. Com perigo mesmo, somente aos 41 minutos. Lucas Machado desceu em velocidade pelo lado esquerdo e cruzou rasteiro. O zagueiro Reginaldo tentou cortar o passe para Keirrison e, no carrinho, mandou a bola no seu próprio travessão. A bola voltou para as mãos de Saulo.

O Londrina voltou para o segundo tempo com duas mudanças no ataque. Entraram Anderson e Alisson Safira para as saídas de Lucas Machado e Keirrison. O time paranaense retornou melhor e abriu o placar aos 15 minutos. Zé Rafael avançou em velocidade, invadiu a grande área e tocou por cima do goleiro Saulo.

O Vila Nova tentou mudar a situação com as entradas de Vandinho no lugar de Aloísio e depois com Simão, ex-Ituano, na vaga de Fagner. Ainda colocou o atacante Vandinho no lugar do lateral-esquerdo Marcelo Cordeiro. Na prática pouco adiantou. Apesar da pressão, não conseguiu as infiltrações e ficou aberto aos contra-ataques.

No final, o Londrina cansou, recuou e deu campo ao time da casa. A melhor chance aconteceu aos 28 minutos, quando Joãozinho chutou sem ângulo e Marcelo Rangel largou a bola no pé da trave. Aos 41, foi a vez de Vandinho chutar à queima-roupa e o goleiro dar um tapa por cima. Na sequência, após cruzamento do lado esquerdo e Simião testou firme para as redes. Desta vez, Marcelo Rangel tentou o tapinha, mas errou.

Mas quando parecia resolvido, o meia Zé Rafael fez uma jogada individual dentro da área, driblando dois zagueiros e chutando no alto, fazendo 2 a 1 para o Londrina. Isso aos 46 minutos. Não dava mais tempo para o Vila Nova reagir, mas aos 49 surgiu a última chance. Victor Bolt cobrou falta da intermediária em direção à área. A bola ganhou efeito, subiu e tocou em cima do travessão.

FICHA TÉCNICA

VILA NOVA 1 x 2 LONDRINA

VILA NOVA - Saulo; Magno Silva, Guilherme Teixeira, Reginaldo e Marcelo Cordeiro (Joãozinho); Fagner (Simião), Geovane, Victor Bolt e Aloísio (Vandinho); Fabinho e Moisés. Técnico: Guilherme Alves.

LONDRINA - Marcelo Rangel; Lucas Ramon, Everton Sena, Matheus e Léo; Germano, Fillipe Soutto, Rondinelly (Rafael Gava) e Zé Rafael; Lucas Machado (Anderson) e Keirrison (Alisson Safira). Técnico: Cláudio Tencati.

GOLS - Zé Rafael, aos 15 e aos 46, e Simião, aos 41 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Victor Bolt (Vila Nova); Lucas Machado, Léo, Zé Rafael, Rafael Gava e Anderson (Londrina).

ÁRBITRO - Ricardo Marques Ribeiro (Fifa/MG).

RENDA - R$ 85.785,00.

PÚBLICO - 5.833 pagantes (6.542 no total).

LOCAL - Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.