Londrina, Confiança, Tombense e Brasil de Pelotas estão na Série C

Equipes ganham nas quartas de final da Série D do Campeonato Brasileiro e garantem acesso para a temporada de 2015

Estadão Conteúdo

19 Outubro 2014 | 19h28

Dois dos times mais tradicionais do interior do País garantiram acesso à Série C do Campeonato Brasileiro. Neste domingo, as quartas de final da Série D tiveram seu desfecho com os acessos de Brasil de Pelotas (Rio Grande do Sul), Londrina (Paraná), Confiança (Sergipe) e Tombense (Minas Gerais).

Rebaixado para a quarta divisão brasileira em 2011, quando comemorava seu centenário, o Brasil de Pelotas conseguiu o acesso de forma emocionante. Jogando na Boca do Jacaré, em Taguatinga (DF), perdeu de 2 a 1 para o Brasiliense no tempo normal. O resultado levou a decisão para os pênaltis. 

Romarinho, filho do senador eleito Romário, deixou o dele para o Brasiliense, mas o goleiro Eduardo Martini (ex-Inter) defendeu a cobrança do veteraníssimo Baiano, 36 anos, e colocou o Brasil de Pelotas de novo na Série C.

Jogando no Estádio do Café, o Londrina, campeão paranaense, confirmou a inesquecível temporada segurando um empate em 0 a 0 com o Anapolina e garantiu o acesso pela vitória por 2 a 0 em Anápolis (Goiás). O Londrina jogou a Série B por mais de uma década, caiu para a Série C em 2005 e a partir do ano seguinte não conseguiu mais vaga na terceira divisão.

Tradicional equipe de Sergipe e atual campeão estadual, o Confiança ficou no 0 a 0 com o Jacupiense, da Bahia, e assegurou o acesso pelo agregado de 2 a 0. Quem também subiu foi o Tombense, de Tombos (MG), que chega à terceira divisão nacional pela primeira vez. Neste domingo, venceu o tradicional Moto Club, do Maranhão, por 2 a 0 - 4 a 2 no agregado. O clube é gerido pelo empresário de jogadores Eduardo Uram, que costuma registrara lá seus atletas.

Com os quatro clubes que subiram definidos, agora a competição continua para apontar o campeão da Série D. Uma semifinal tem Tombense x Confiança, enquanto na outra o Londrina pega o Brasil de Pelotas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.