Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube
Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube

Londrina vence o Guarani em casa na sua despedida da Série B

Equipe do interior de São Paulo não alcança o objetivo de terminar na frente da rival Ponte Preta

Redação, Estadão Conteúdo

30 de novembro de 2019 | 19h31

O Guarani tinha o objetivo de terminar a sua participação na Série B na frente da rival Ponte Preta, mas parou na boa atuação do goleiro Matheus Albino e na ineficiência do ataque. Bom para o Londrina, que se despediu da segunda divisão nacional com vitória por 2 a 0, neste sábado, no Estádio do Café, no interior do Paraná.

O Guarani terminou a competição em 13.º lugar, com 44 pontos, a três da 11ª colocada Ponte. Rebaixado, o Londrina encerra o ano em 17.º, com 39 pontos, apenas dois atrás do Figueirense, primeira equipe fora da degola.

Os dois times entraram em campo bastante modificados em relação aos seus jogos na Série B. Recheado de jovens, o Guarani foi mais organizado e criou boas oportunidades de marcar. Aos 17 minutos, Lucas Crispim fez grande jogada e soltou para Diego Cardoso. O atacante tocou para Bady, livre dentro da área. O meia, no entanto, não conseguiu dominar e Matheus Albino ficou com a bola.

Praticamente na sequência, aos 19, foi a vez de Diego Cardoso perder boa oportunidade. Bidu foi até a linha de fundo e cruzou rasteiro. Dentro da área e sem goleiro, o centroavante finalizou desequilibrado e mandou para fora.

Em sua primeira boa chegada, o Londrina abriu o placar aos 37 minutos. Léo Passos fez boa jogada individual, ganhou da marcação na corrida desde o campo de defesa e finalizou cruzado, da entrada da área, tirando de Carlão.

O primeiro tempo terminou com dois milagres de Matheus Albino, que impediram o empate. Primeiro, Bady arriscou de fora da área e o goleiro salvou o gol saltando no ângulo. Em seguida, Bidu rolou para Diego Cardoso dentro da área. Livre, o atacante encheu o pé, mas parou no camisa 1 do Londrina, que saiu abafando.

O filme da partida se repetiu no segundo tempo. O Guarani começou pressionando e parou no goleiro do Londrina logo aos seis minutos. Crispim finalizou cruzado e Matheus Albino pegou com os pés. Quando parecia que o goleiro nada poderia fazer, a defesa do Londrina estava atenta para salvar. Em nova boa jogada, Crispim recebeu nas costas da marcação. Com o goleiro batido, ele foi travado na hora do chute e perdeu outra boa chance, aos 17.

O bombardeio não cessou. Bidu bateu de longe e Albino mandou para escanteio. Em seguida, Renanzinho finalizou fraco e o goleiro precisou segurar em dois tempos.

Assim como no primeiro tempo, o Londrina foi mortal no contra-ataque e marcou. Aos 31 minutos, Bruno Silva perdeu bola no meio-campo para Paulinho Moccelin. O meia arrancou e deixou para Matheus Bianqui, que tinha acabado de entrar, finalizar sem chances para Carlão.

FICHA TÉCNICA:

LONDRINA 2 X 0 GUARANI

LONDRINA - Matheus Albino; Raí Ramos, Augusto, Lucas Costa e Victor Luiz (Matheus Bianqui); Charles, Anderson Leite e Paulinho Moccelin (Arthur Caculé); Matheusinho (Matheus Neris), Léo Passos e Uelber. Técnico: Silvinho

GUARANI - Carlão; Bruno Souza, Pedro Moraes, Bruno Silva e Bidu; Marcelo (Michel Douglas), Felipe Guedes (Ricardinho), Filipe Cirne (Renanzinho), Lucas Crispim e Bady; Diego Cardoso. Técnico: Thiago Carpini.

GOLS - Léo Passos, aos 37 minutos do primeiro tempo. Matheus Bianqui, aos 31 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Luiz Paulo de Moura Pinheiro (MT).

CARTÕES AMARELOS - Charles e Paulinho Moccelin (Londrina); Felipe Guedes, Marcelo e Ricardinho (Guarani).

RENDA - R$ 52.380,00.

PÚBLICO - 611 pagantes.

LOCAL - Estádio do Café, em Londrina (PR).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.