Longa revive tempos áureos da Fazendinha

No momento em que o Corinthians prepara uma ampliação em seu estádio, o Alfredo Schurig, a Cinemagia, distribuidora de filmes em DVD, colocou no mercado um filme com imagens preciosas da Fazendinha - trata-se de Onda Nova (preço médio: R$ 34,50), que Ícaro Martins e José Antônio Garcia rodaram em 1982. Além de apresentar diversas cenas filmadas no Parque São Jorge, o longa conta ainda com a participação de dois ídolos da época, Casagrande e Wladimir, além de uma ponta do narrador Osmar Santos.O filme conta a história de um time de futebol feminino, Gayvotas Futebol Clube, formado por um grupo de amigas. A história, aliás, começa com a criação da equipe, durante um churrasco de confraternização em um sítio. Lá, as personagens vividas por Carla Camurati e Cristina Mutarelli, entre outras, disputam uma animada partida de futebol contra um time masculino, em que os jogadores vestem-se de mulher. Entre eles, o ex-lateral Wladimir, que tem os lábios pintados de batom pela atriz e cantora Tânia Alves (outra a fazer uma participação especial), e o ex-atacante e atual cronista do Estado, Casagrande.Wladimir, aliás, já havia participado do primeiro filme da dupla Martins/Garcia, O Olho Mágico do Amor, realizado anos antes e considerado seu melhor trabalho.Depois de fundado, o Gayvotas passa a ser subvencionado por um clube de profissionais. Assim, as meninas invadem o Parque São Jorge, onde utilizam o campo para treinamento, os vestiários e até a sala da presidência. Naquela época, início da década de 1980, o estádio comportava ainda as velhas arquibancadas de madeira que foram substituídas, no final da mesma década, pela obra de cimento armado. O vestiário do filme era o mesmo utilizado pelos jogadores profissionais, em que os armários disputavam espaço com os chuveiros e as banheiras.E, na sala da presidência, é possível ainda ver a decoração com jogo de espelhos e, acima da cadeira do presidente, uma fotografia do comandante máximo da República - na época, o general João Baptista Figueiredo. Outro espaço do clube que serviu de locação é a área das piscinas, que ainda não contava com toda as estrutura de parque aquático.A facilidade com que a equipe de filmagem encontrou para utilizar o Parque São Jorge refletia a forma como o clube era gerido naqueles anos - vigorava a chamada Democracia Corintiana, em que os jogadores, sob a conivência do então vice-presidente de futebol, Adílson Monteiro Alves, não precisavam ficar concentrados antes dos jogos e tinham liberdade para desfrutar livremente de seus hábitos, como fumar e tomar cerveja. Em troca, o time foi bicampeão paulista em 1982 e 83 e vice no ano seguinte, derrotado pelo Santos.

Agencia Estado,

09 de março de 2004 | 09h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.