Lopes falta ao treino do Palmeiras

O Palmeiras viveu nesta sexta-feira seu dia mais turbulento após a chegada do técnico Celso Roth. O meia Lopes, que vinha sendo um dos principais destaques do time, não apareceu para treinar e envolveu a Academia em um clima de mistério. A única explicação pela ausência do jogador foi dada pelo coordenador de futebol Marcio Araújo. Segundo ele, o jogador telefonou ao clube e deixou como referência o telefone de um amigo, alegando que seu celular teria sido roubado. Quando Araújo retornou a ligação, ficou sabendo pelo amigo, que a mãe de Lopes teria sido hospitalizada e o jogador teve que acompanhá-la. Ao ficar sabendo da situação, o diretor de futebol Américo Faria, destacou que a atitude do jogador não foi profissional. "Mas temos de saber a importância do fato para se fazer um julgamento".Não é a primeira vez que o jogador falta a treinamentos. Em dezembro, quando estava suspenso por quatro meses por ter sido detectada presença de cocaína em seu exame de doping, o jogador antecipou suas férias e faltou aos dois últimos treinos da temporada.Na ocasião, não foi multado. Mas o técnico Celso Roth optou por um discurso mais ameno sobre a falta do jogador. " Pode acontecer com qualquer um. O importante é que não seja algo que se repita sempre. A principio ele vai se concentrar normalmente com o grupo e pode ser escalado normalmente".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.