Lopes pede inquérito policial por mala

A guerra de nervos entre Corinthians e Internacional pelo título do Brasileiro ganhou proporções inesperadas nesta sexta. O técnico e ex-delegado Antônio Lopes defendeu a prisão das pessoas envolvidas com o esquema de mala-branca ? os gaúchos estariam oferecendo dinheiro aos jogadores do Goiás para vencerem o Timão. Em contrapartida, em Porto Alegre chegou o boato de que dirigentes da MSI fizeram uma proposta para tirar do clube o atacante Rafael Sóbis.?Para mim quem oferece e aceita suborno pode ser enquadrado em corrupção. As coisas devem ser investigadas e um inquérito deve ser instaurado. Comprovado essa história de um clube ficar pagando para jogadores de outros, as autoridades devem interferir. Constatando a culpa, as pessoas devem ser processadas e punidas. Severamente punidas. Sou pela legalidade e não aceito esse tipo de coisas no futebol?, diz Lopes em referência direta aos dirigentes do Inter. ?E tem mais: o Corinthians não vai fazer a mesma coisa. Não irá pagar nada aos jogadores do Coritiba contra o Internacional, nada?, enfatiza o ex-delegado.A informação de que a diretoria do Goiás autorizou seus atletas a negociarem a premiação extra com os gaúchos foram irritando os corintianos. Entre os atletas essas conversas predominaram.?Se os jogadores do Goiás aceitam é problema deles. O Internacional é que deveria depender apenas dos seus resultados e não apelar para outro time para tentar ser campeão. Eu acho que a atitude do Corinthians é a correta. Não dar nada ao time do Coritiba?, elogia Marcelo Mattos.?Se a diretoria do Internacional quiser pagar, que pague. Nós não iremos pagar sequer um tostão aos jogadores do Coritiba?, diz, irritado, o diretor da MSI, Paulo Angioni.A questão do dinheiro que a diretoria do Inter estaria destinando aos jogadores do Goiás está sendo muito bem utilizada por Lopes. Serve para tirar o foco da ansiedade. O jovem grupo que comanda estava ficando irritado com a ?longa? semana de treinamentos que separou a partida contra a Ponte do jogo com o Goiás.Quanto ao interesse por Rafael Sóbis, ele é confirmado pelo empresário do jogador, Jorge Machado. A MSI, no entanto, nega. É mais um capítulo na guerra de nervos da decisão do Brasileiro de 2005.

Agencia Estado,

02 de dezembro de 2005 | 19h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.